Notícia

Confira 5 motivos para você apostar no coletor menstrual

Uma das vantagens é a economia. Aprenda a usar esse método

Ele não é novidade, já está no mercado há muitos anos. Mesmo assim, muitas mulheres não sabem que pode ser mais uma opção para “aqueles dias”. Estamos falando do coletor menstrual, um “copinho” de silicone ajustável ao corpo e reutilizável que promete dar adeus aos absorventes tradicionais.

Há quem incentive o uso, como a atriz global Letícia Colin, que fez um post em sua rede social falando maravilhas do coletor. “Amo meu coletor”, disse ela.

A atriz Letícia Colin, com o coletor menstrual: praticidade e liberdade
A atriz Letícia Colin, com o coletor menstrual: praticidade e liberdade
Foto: Reprodução/Instagram

O coletor, como o nome já indica, armazena o sangue da menstruação em vez de absorvê-lo, como fazem os absorventes. Depois, basta retirar, lavar bem e usar novamente. Pode ser guardado por até 10 anos.

“Recomendo o coletor às minhas pacientes. Tenho muitas que usam e gostam bastante, principalmente as adolescentes. Basta fazer a higienização adequada durante a menstruação, lavar bem com água corrente e sabão. Depois, só esterilizar novamente e guardar até o próximo ciclo”, diz a ginecologista Erika Marba.

Em princípio, manusear o coletor pode não ser tão simples. Mas com prática ele funciona, segundo a ginecologista Lorena Baldotto.

ORIENTAÇÕES

“É preciso seguir as orientações sobre como dobrar o coletor para inserir na vagina. Ele tem que ficar bem posicionado, bem encaixado, ou poderá incomodar e vai deixar o sangue vazar”, explica a médica.

“Para saber se foi bem encaixado, basta ouvir se fez um barulhinho dele abrindo. E para retirar, não é só puxar pelo cabinho. Tem que inserir os dedos e dobrá-lo novamente. O ideal é fazer isso sentada no vaso ou durante o banho, pois no procedimento pode derramar um pouco de sangue”, complementa Lorena.

Mulheres que estão habituadas a usar absorvente interno terão mais facilidade. “A mulher precisa ter intimidade com o próprio corpo, conhecer seu fluxo menstrual. Mas se não conhece tão bem, pode buscar orientações com o ginecologista”, aponta a especialista.

ADEUS, ABSORVENTES!

É ecológico

O coletor é feito de silicone e dura aproximadamente 10 anos. Estima-se que absorvente demore 100 anos para se decompor no meio ambiente.

É econômico

Nas farmácias, o coletor custa, em média, R$ 40. Há embalagens com mais unidades que compensam. Basta limpar o coletor e guardá-lo para usar no mês seguinte.

É saudável

O coletor não contém nenhuma substância tóxica e não causa aquele cheiro característico de menstruação.

É prático

Você não precisa ficar substituindo. Pode ficar na vagina por até 12h, dependendo do fluxo. Os coletores têm a capacidade aproximada de 30 ml, que é mais ou menos um terço do sangramento total de uma mulher durante sua menstruação.

Autoconhecimento

Com o coletor, você passa a se relacionar saudavelmente com sua menstruação, sem tabus, aprendendo a lidar com a quantidade e o ritmo do fluxo menstrual.

Ver comentários