Notícia

Projeto verão: dá tempo de entrar em forma?

Afinal, você quer colocar o biquíni ou a sunga e se sentir bem, sem aquelas gordurinhas acumuladas por meses e meses. Será que ainda dá tempo de entrar em forma?

 Catherine não deixou para a última hora. Mas ainda tem metas para chegar ao verão com tudo em cima
Catherine não deixou para a última hora. Mas ainda tem metas para chegar ao verão com tudo em cima
Foto: Ricardo Medeiros

O ano passou, e você não fez nada. Agora que o verão está chegando, bateu o desespero. Afinal, você quer colocar o biquíni ou a sunga e se sentir bem, sem aquelas gordurinhas acumuladas por meses e meses. Será que ainda dá tempo de entrar em forma?

O tempo apertado pode fazer muita gente desanimar de vez e adiar esses planos para janeiro – ou ainda depois do carnaval. Por isso, ouvimos vários profissionais do ramo para pegar dicas de como correr atrás, literalmente, de um corpo mais sarado.

Leia também

Mas nada de entrar em paranoia! A ordem aqui é dar o primeiro passo para uma mudança de hábitos de forma saudável e tranquila, para alcançar seus objetivos sem apelar para estratégias perigosas e furadas.

“Nunca é tarde para começar, mesmo faltando menos de um mês para o verão. Por mais que a pessoa não chegue aonde quer, quanto mais cedo iniciar uma mudança de hábitos, mais rápido pode alcançar esse objetivo”, diz a nutricionista Luane Magnago.

A receita de dez entre dez especialistas é buscar aliar uma alimentação saudável com uma atividade física. Mas tudo com orientação. Fazer por conta própria pode pôr tudo a perder.

RESULTADOS

Mesmo para quem esteja sedentário há muito tempo, essa é uma boa hora de reverter isso. “Para quem está parado há muito tempo, os resultados em curto prazo são até mais visíveis. O corpo responde com pequenas mudanças. Se a pessoa se propuser a mudar a rotina, sem se boicotar, ela consegue”, completa a educadora física e coach de emagrecimento Cibelly Camena.

No entanto, ir com muita sede ao pote pode arruinar sua meta. “Com dieta e exercício, dá para perder de três a quatro quilos. O problema é querer resultado milagroso, em pouco tempo. Não é assim. Quem procurar atalhos vai pagar um preço lá na frente. Então, o ideal é colocar uma expectativa mais próxima da realidade. Se o nível de frustração for muito grande, a tendência é abandonar a atividade em vez de seguir o plano por mais tempo”, comenta o educador físico e especialista em treinamento funcional Fernando Padilha.

A mudança, destaca Luane, tem que ser prazerosa para que seja duradoura. “Dietas radicais que dão resultado por um período curto não vão ser mantidas para resto da vida”, alerta ela.

“Tem que ter uma expectativa real. Perda de peso brusca não é saudável. É fazer o que dá para fazer nesta reta final. Com pouco tempo, já começa a pegar gosto. Muitos casos de sucesso são de gente que começa no fim do ano e chegou no ano seguinte mais ativo, comendo melhor...”, reforça Cibelly.

PROGRESSO

No início, pode parecer massacrante. “A pessoa pode sentir pouca disposição, cansada, ficar sem fôlego e acabar se frustrando. É preciso ter uma estratégia para se motivar. A dica que dou é mensurar os resultados semanalmente. Pode ir anotando, a cada dia, como foi o treino na academia, o que conseguiu fazer. E depois mensurar esse progresso”, sugere a coach.

Não pode deixar a ansiedade atrapalhar. “O emagrecimento está mais na cabeça do que na boca. A ansiedade é um agente de estresse que faz o organismo liberar hormônios, como o corticoide, que faz acumular gordura no corpo. Por isso, gosto de indicar a acupuntura para controlar isso”, diz Cibelly.

CONTAGEM REGRESSIVA: DICAS

Tome a iniciativa

Não é porque o ano está acabando que você deve adiar qualquer mudança para 2019. Comece agora a mudar hábitos e você já colherá alguns resultados já para o verão.

Combinação

Para ter mais chance de sucesso nos planos de entrar em forma para o verão, a dica é aliar alimentação saudável com atividade física.

Novos hábitos

Está abusando do doce? Viciado em refrigerante? Tente cortar alimentos industrializados, que só tem calorias e nada de nutrientes. Busque orientações com um nutricionista ou médico. Só de se alimentar melhor, de forma mais leve e saudável, já terá benefícios visíveis.

Movimente-se

Mesmo quem está parado há muito tempo deve começar algo. Escolha uma atividade física que se encaixe na sua rotina e que dê prazer. Não gosta de academia, musculação? Tente natação, ciclismo, surfe ou os chamados treinos funcionais. Um check-up médico antes é fundamental para saber como anda a saúde. Após ser liberado, tenha disciplina para seguir um novo ritmo de vida.

Cuidado com armadilhas

Ok, falta pouco para o verão. Mas cuidado! Dietas muito restritivas podem dar um resultado imediato, mas são dificílimas de se manter e podem gerar outros problemas de saúde. Nada de apelar para substâncias que “queimam gordura” ou “aceleram o metabolismo”, que são perigosas.

Vá com calma

Respeite o ritmo no exercício. No início pode ser mais penoso. Mas logo o corpo se acostuma. Anote o desempenho diário. E meça os resultados após uma semana. Você verá progresso. Se a ansiedade bater, busque formas de controlá-la. Pode ser com acupuntura, ioga ou meditação.

 

 

Ver comentários