Notícia

Saiba como identificar o câncer de boca e veja alertas de especialista

É importante estar sempre atento a lesões na boca que perduram por mais de 1 semana

Tire suas dúvidas sobre o câncer de boca
Tire suas dúvidas sobre o câncer de boca
Foto: Divulgação

O câncer é uma doença que tem como característica o crescimento desordenado de células, que invadem tecidos e órgãos. São mais de cem tipos. Entre eles, está o de boca. É considerado um dos mais perigosos e tem sua prevenção comumente negligenciada. Sobre o assunto, o dentista especialista em periodontia Umberto Ramos faz alguns alertas:

Por que o câncer de boca é descoberto de forma tardia?

A maioria das vezes pela falta do autoexame bucal. É importante estar sempre atento a lesões na boca que perduram por mais de 1 semana.

Quais fatores podem gerar o câncer de boca?

Hábitos como a ingestão frequente de álcool e o fumo aumentam o risco de aparição dessas lesões.

Como é feita a prevenção?

A prevenção do câncer de boca é feita com a prática de hábitos saudáveis, e também com o exame da cavidade oral feita pelo profissional da odontologia, que busca não só diagnosticar cáries e lesões gengivais, mas também detectar qualquer lesão cancerizável antes mesmo dela apresentar algum risco ao paciente.

Quais as principais características do câncer de boca?

Geralmente são lesões, em alto relevo ou não, de cor vermelha ou branca, muitas vezes uma associação das duas cores. Que tem bordas geralmente irregulares.

Qual o papel do paciente na prevenção do câncer de boca?

O paciente também deve fazer o auto exame, em frente ao espelho buscando qualquer lesão vermelha ou branca, nodular ou não que esteja presente na cavidade oral por mais de uma semana.

Quem identifica o câncer de boca? O tratamento é feito pelo dentista?

O profissional de odontologia é responsável pela identificação e, se sentindo apto, a biópsia da área para exame histopatológico. A partir do momento que é detectada um carcinoma ou uma lesão cancerizável o tratamento passa a ser médico. Muitas vezes é detectada uma lesão com “risco de cancerização” que, a depender da área, é removida por um cirurgião buco maxilo (especialidade odontológica) ou um cirurgião de cabeça e pescoço (especialidade da medicina).

Ver comentários