Notícia

Além da banana, há outros aliados contra a cãibra

Dica é caprichar em fontes de cálcio, potássio, sódio e magnésio

Banana
Banana
Foto: Pixabay

Você está parado e, de repente, vem aquela fisgada na batata da perna, que fica tão contraída e dura que parece que vai arrebentar. A cãibra não é só coisa de atleta. E muita gente que já sentiu isso provavelmente pensou: “Estou precisando comer mais banana”.

Não é nenhuma crendice. A banana é mesmo boa para evitar cãibras. Mas há muitos outros alimentos que funcionam como aliados e que podem trazer um alívio nas dores.

O ortopedista e presidente regional da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Bernardo Terra, explica que a cãibra é uma contração involuntária do músculo e, normalmente, vem acompanhada de dor. Costuma ser frequente à noite e afetar mais a panturrilha.

Segundo ele, geralmente as pessoas associam as cãibras à falta de potássio. E a banana é muito rica em potássio. “Mas existem diversas outras causas. A falta de vitaminas e minerais é uma delas. O problema pode estar relacionado ainda a doenças neurológicas, vasculares e metabólicas. A desidratação é outro fator importante”, observa.

Se ela acontecer de forma esporádica, não há motivo para preocupação. “Pode ocorrer por causa de uma posição em que a pessoa está dormindo, por exemplo.” Se esses repuxões são frequentes, aí sim é importante investigar. “Se tiver uma grande repetição é preciso procurar um médico para descobrir a causa. Pode ser até uma medicação causando as dores”, aponta.

A cãibra em geral não é motivo de grande preocupação. Embora ela possa ser perigosa às vezes. “Imagine se a pessoa sente a contração enquanto estiver nadando? Ela pode até se afogar. Ou se for quando ela estiver dirigindo? Pode ser fatal”, diz o médico.

Na hora da crise, a dica é ter calma e esperar passar. “Pode acontecer de vir uma contração em sequência da outra. O melhor é tentar relaxar, não tentar se levantar. Pode massagear a região.”

A alimentação pode ajudar a prevenir novas crises. E aí, o ideal é apostar no combo potássio, sódio, cálcio e magnésio, como lembra a nutricionista Laila Cavatti. “Apenas a banana não vai ser suficiente para combater as cãibras”, afirma.

RECOMENDAÇÃO

O potássio realmente é fundamental. Só que precisamos de bastante quantidade dela por dia, segundo Laila. “A recomendação diária para um adulto é, em média, de 3,5 gramas de potássio. Uma banana prata, por exemplo, possui 358 miligramas desse mineral. A banana nanica tem um pouco mais: 376mg”.

Abacate, beterraba, couve também são fontes de potássio. E é preciso incluir na dieta o magnésio, mas em quantidade dez vezes menor.

“O magnésio está em quase todos os alimentos, mas numa proporção menor. Por exemplo, 100 gramas de abacate tem 15 miligramas de magnésio, só que tem 206 miligramas de potássio”, destaca a nutricionista.

O magnésio pode ser encontrado também nas oleaginosas, como nozes, castanhas, amêndoas, no pão de forma integral, no manjericão. “Comendo três castanhas por dia a pessoa já obtém a dose desse mineral recomendada”, cita Laila.

O que é?

A cãibra é uma contração muscular involuntária e dolorosa que dura alguns segundos ou até minutos.

Causas

Em geral, costuma ocorrer devido a uma falta de vitaminas e sais minerais. Mas pode estar relacionada a doenças neurológicas, vasculares e metabólicas. Ou ainda devido a uma desidratação ou fadiga muscular após uma atividade física intensa.

Frequência

Se a cãibra acontecer de forma isolada, não há motivos para grandes preocupações. Mas se ela se repetir várias vezes, vale procurar um médico.

No organismo

Evitar deficiências minerais ajuda a evitar o problema. Por isso, é importante manter uma alimentação equilibrada, incluindo minerais como cálcio, sódio, potássio e magnésio.

E a banana?

 A fruta é um importante aliado, pois é rica em potássio. Uma unidade de banana nanica tem 376 mg de potássio. E a banana prata, 358mg.

Necessidades

Precisamos mais de potássio do que de magnésio, por exemplo. Homens e mulheres adultos devem consumir, diariamente, entre 310 e 420 mg de magnésio. Já a necessidade de potássio é dez vezes maior: 4g, em média, por dia.

Ricos em magnésio

Farelo de trigo, arroz integral, manjericão cru, amendoim, aveia, uva, castanhas, nozes, semente de abóbora, amêndoas, grão de bico, sementes de abóbora, girassol e gergelim.

Ricos em potássio

Banana, batata doce, abacate, nozes, beterraba crua, couve crua, uva passa, amêndoas, aveia, espinafre, laranja, água de coco.

Outros minerais

Vale incrementar a dieta com sódio (além do sal, em quantidade moderada, está nos queijos, carnes, peixes e ovos) e com cálcio (repolho, sementes de girassol, avelã, iogurte, etc).

Ver comentários