Notícia

Tchau, fraldas! A moda é fazer chá de desfralde

Pediatras alertam que festa não pode ser motivo de pressão

Outro dia, Maria Clara ganhou uma festa, mas não era de aniversário. A menina, que acaba de completar dois anos, chamou vários convidados para comemorar outra data: o dia em que ela deu adeus às fraldas.

O chamado chá de desfralde está na moda entre papais e mamães que querem celebrar essa conquista importante no desenvolvimento da criança. E o da Maria Clara teve direito a decoração especial, bolo e docinhos.

07/04/2019 - A moda é fazer chá de desfralde. Maria Clara em seu chá de desfralde: orgulhosa de agora ser "mocinha"
07/04/2019 - A moda é fazer chá de desfralde. Maria Clara em seu chá de desfralde: orgulhosa de agora ser "mocinha"
Foto: Arquivo Pessoal

Especialistas da área infantil não veem problemas nesse tipo de comemoração. Mas alertam que ela não pode ser motivo de pressão sobre os pequenos.

“Se a criança já está totalmente livre das fraldas, não vejo problema em festejar. Se isso não aconteceu ainda, esse tipo de evento pode fazer com que ela se sinta muito cobrada. Não é saudável para família, que cria expectativa e pode se frustrar depois. E nem para a criança, que pode ter problemas emocionais e físicos para futuro dela”, destaca a pediatra Lívia Lopes.

Preparo

Segundo a médica, o processo de desfralde ocorre, normalmente, quando a criança tem por volta de 2 a 3 anos de idade. Mas não há uma regra. “Para deixar de usar as fraldas, a criança tem que estar preparada fisiologicamente e emocionalmente. Precisa estar segura em casa, na escola para que isso aconteça da forma mais natural possível. É igual quando ela começa a andar ou falar. Não dá para comparar uma criança com outra. Cada uma tem seu tempo. Umas começam mais cedo, outras, mais tarde”.

Apressar as coisas pode pôr tudo a perder. “Às vezes, a mãe quer desfraldar logo o filho. Vê um coleguinha e começa a comparar, cobrar. É uma ansiedade muito grande, que pode fazer a criança se sentir mal por não estar pronta. E isso não é culpa dela! É algo que pode evoluir para um distúrbio, como um quadro de constipação. Há aquelas que desenvolvem uma infecção urinária porque ficam segurando o xixi, porque brigaram com ela se ela fez na calça e não no banheiro”, observa Lívia.

Para ajudar no desfralde, os pais devem ficar atentos a sinais que a própria criança emite. “Ela vai começar a perceber a fraldinha cheia e ficar incomodada com o xixi ou o cocô. Essa é a deixa para começar o desfralde”, explica a pediatra.

E nada de criticar se ela não der conta de usar o vaso. “Tem que comemorar os acertos, mas nunca reprimir as falhas. No início, vai haver mais escapes do que acertos. É normal”.

Maria Clara agora é uma “mocinha” que só usa calcinha, algo que enche a mãe de orgulho. “Já sinto falta da troca de fraldas, mas é tão satisfatório ouvir ela berrando lá no banheiro: ‘maaaaamããããe, acabou!, veeeem mamãe!’. E vou correndo ajudá-la a se limpar”, conta Jéssyca Lopes de Souza, 22 anos.

Orgulho

A jovem conta que o desfralde da filha aconteceu de forma muito tranquila em casa. “Ela sempre foi muito ‘pra frente’. Já tem dois meses que não sabemos o que é comprar fralda. Nem de noite ela usa mais. É libertador isso! E quisemos marcar a data. Ela ficou muito empolgada, sentia que estava crescida e que estávamos orgulhosos dela”.

O chá de calcinhas foi um sucesso. “Teve bolo com o tema, docinhos, cachorro-quente. Pendurei na parede as fraldas que sobraram em casa. Maria Clara ganhou muitas calcinhas”, diz Jéssyca.

Agora, a família espera, paciente, que a menina passe logo para outra fase, aquela em que já não fará mais birras, algo típico da idade.

ENTENDA

No tempo certo

Por volta dos 2 anos e meio, a criança, normalmente, começa a dar sinais para o início do desfralde. O tempo para isso não é o que os pais querem e varia de uma criança para outra. Ela é que vai dar sinais de quando estiver preparada nos aspectos fisiológico e emocional para deixar de usar a fralda.

07/04/2019 - Criança usando o penico
07/04/2019 - Criança usando o penico
Foto: Divulgação

Sem cobrança

Jamais pressione seu filho a usar penico ou vaso sanitário. Nunca critique se ele fizer xixi e cocô na fralda, na calça ou no chão. Seja paciente. Explique que ele pode ir ao banheiro fazer as necessidades e comemore quando ele conseguir

Dicas

Geralmente, a criança começa a controlar o xixi primeiro. Mas a fralda noturna costuma ser mais desafiadora. Pode levar um tempo para que ela aprenda o que fazer

O que evitar

Desconfie de vídeos na Internet que pregam desfralde em uma semana, por exemplo. Não compare um filho com outro. Até irmãos podem desfraldar em idades diferentes

Ver comentários