Notícia

Truques para deixar a geladeira organizada

Hábito facilita no dia a dia e reduz chances de contaminação

A empresária Ingrid Tristão mantém a geladeira sempre em ordem em casa
A empresária Ingrid Tristão mantém a geladeira sempre em ordem em casa
Foto: Vitor Jubini

Como está sua geladeira? Bagunçada, cheia de tigelas com resto de comida, iogurtes vencidos, frutas estragadas? Na correria do dia a dia, tem gente que não se preocupa muito em manter a ordem na cozinha. Mas manter a geladeira limpa e organizada é questão de praticidade, higiene e saúde.

Dar uma atenção especial a esse eletrodoméstico pode facilitar a rotina na hora de achar os produtos certos. E reduz os riscos de contaminação. Em tempos de surtos de bactérias, todo cuidado nunca é demais.

Uma pesquisa da Faculdade de Biomedicina da UniMetrocamp, em Campinas (SP), analisou 40 partes de geladeiras e constatou a presença de mais de 2 milhões de bactérias, além de mais de 44 mil bolores e leveduras, que aumentam o risco de uma intoxicação alimentar.

De acordo a professora de microbiologia Clarisse Arpini, a geladeira não é um ambiente estéril, já que não mantém uma estabilidade de temperatura. Assim, dependendo do micro-organismo que estiver no alimento, os prejuízos para a saúde podem ser desde uma simples indisposição, com dores de cabeça, até uma diarreia, podendo chegar à morte.

SUJEIRA

 

Os ovos, por exemplo, devem ser lavados antes de irem para o refrigerador. “Ele pode trazer bactérias presentes no trato intestinal da ave, como a salmonela. O problema é na hora de quebrar a casquinha do ovo. Você pode deixar a sujeira entrar. E dependendo da preparação, se for um ovo poché, cuja gema é mais crua, você não consegue matar essa bactéria”, explica.

Sacolas de feiras e supermercados não devem ser guardadas na geladeira. Sobrou almoço na panela? Distribua a comida ainda morna em potes de plástico ou vidro na hora de armazenar. “O material da panela é feito para ser aquecido, não para sofrer esse choque térmico. Além disso, ao ir para a geladeira, a panela pode levar bactérias que estão no ambiente e contaminar o interior da geladeira”, diz a professora.

Outra dica é deixar os alimentos totalmente cozidos na parte superior da geladeira e os semipreparados a crus ficam na parte inferior, evitando a chamada contaminação cruzada. “Um alimento contaminado que está na parte superior pode transferir por gravidade para os que estão embaixo”, orienta ela.

Se for colocar uma carne no congelador, a professora afirma que o certo é tirá-la da bandeja de isopor e transferi-la para um pote de plástico ou de vidro. “O isopor é um isolante térmico. A parte debaixo da carne tende a demorar para congelar. O processo por si só se for feito errado pode contribuir para estragar o produto mais rapidamente ou facilitar algum contaminante”.

ROTINA

Organizar a geladeira não é complicado. “O ideal é dar uma olhada todos os dias para ver se ver se respingou algo, se tem comida estragada. O quanto antes limpar, mais fácil fica a rotina diária”, diz a empresária Caroline Weiler Menezes, dona de uma empresa que faz treinamento com empregadas domésticas.

Após esse check-up diário, vale deixar uma faxina programada, que pode ser mensal ou a cada 15 dias, se for de uma família grande que faz todas as refeições em casa, por exemplo”, destaca Caroline.

Um pano ou bucha, água e sabão bastam. “Aí, é melhor fazer na véspera das compras, quando a geladeira está mais vazia. Pode desligar, retirar tudo, prateleiras, gavetas”, indica ela.

A empresária Ingrid Tristão, 44 anos, gosta de manter a geladeira bem arrumadinha e achou melhor treinar a funcionária dela para cuidar bem dessa tarefa. “Ela que manuseia mais, que guarda as comidas. E ela tem liberdade para descartar tudo o que estiver vencido ou estragado”, afirma.

AS DICAS

Planejamento

Diariamente, faça um check-up na geladeira para ver se há respingos, algo derramado ou vencido. E programe uma faxina a cada 15 dias ou uma vez por mês. A frequência depende do uso, do tamanho da família.

Faxina

Desligue a geladeira e retire tudo de dentro, inclusive prateleiras e gavetas. Use um isopor ou caixa térmica para guardar produtos que devem se manter resfriados. Pode usar água morna, sabão e um detergente. Para finalizar, pode usar vinagre branco destilado ou bicarbonato.

Sacolas e ovos

Evite colocar sacolinhas de feiras e supermercados dentro da geladeira. Outra dica é lavar o ovo antes de manipular, porque a contaminação que fica na casquinha do ovo também passa para as mãos e para dentro do alimento. Os ovos, aliás, devem ser guardados na parte de dentro e não na porta da geladeira, que tem temperatura instável.

Organização

Alimentos totalmente cozidos devem ficar na parte superior da geladeira, e os semipreparados a crus na parte inferior. Isso evita que um alimento contaminado que está na parte superior transfira a bactéria por gravidade para os que estão embaixo.

Congelador

Retire a carne da bandeja de isopor e guarde-a em um pote de plástico ou de vidro para evitar que ela estrague logo ou que seja alvo de algum contaminante da embalagem.

Setorização

Setorize a geladeira, separando os alimentos. Por exemplo, os itens do café da manhã (manteiga, requeijão, queijo etc.) podem ficar em uma cesta separada para estar sempre à mão. Use etiquetas nas vasilhas com a data de preparo da comida.

Ver comentários