Notícia

Banho gelado faz bem para a saúde? Veja o que diz a ciência

Tomar banho frio acelera o metabolismo, previne gripe, melhora pele e cabelos? Ouvimos especialistas para saber o que é mito e o que é verdade

Banho gelado pode fazer bem aos cabelos e revigorar
Banho gelado pode fazer bem aos cabelos e revigorar
Foto: Pixabay

Está certo que o inverno por aqui parece brincadeira. Mas também é verdade que o capixaba tem fama de ser sensível demais ao frio e de se agasalhar na primeira brisa fresca que sopra. Por isso, muita gente treme só de pensar em ter que tomar um banho gelado.

Bom, é sobre ele que vamos falar. Ou melhor, sobre os benefícios que ele pode trazer à saúde. Pode acreditar: a lista é de arrepiar. Dizem que deixa pele e cabelos mais bonitos, que melhora o humor e a disposição, que ativa a imunidade, que fortalece o coração e que ajuda a reduzir o estresse e até a emagrecer. E aí, vai encarar?

 

Saiba que entre o que a Internet diz e o que a ciência defende existe uma baita diferença. Por isso, antes de se meter debaixo de uma ducha fria, leia esta reportagem e tire suas conclusões.

Muita gente até se gaba da coragem de manter o chuveiro com a chavinha desligada, faça chuva, faça sol. Para elas, virou um hábito. “O banho gelado estimula o estado de alerta, de ‘vigília’. Por isso, à noite, antes de dormir, o que se recomenda é banho morno. Mas pela manhã pode sim ser benéfico”, diz a médica Zuleika Paim, que é especialista em medicina do sono.

É difícil acordar logo cedo? Vá para o banho. “Estudos mostram que água gelada gera um estímulo para o corpo reagir, sair do estado sonolento, tal como uma xícara de café”, diz Hebert Cabral, neurologista e professor universitário.

Mas achar que uma chuveirada fria deixará você mais produtivo no trabalho é exagero, segundo o médico. “É um efeito momentâneo, ao contrário do café, já que a cafeína fica por mais tempo no organismo”. Agora, se a intenção é desestressar, diz ele, o banho mais frio pode ser útil. Daí a expressão “esfriar a cuca”.

E será que quem toma banho gelado todos os dias nunca fica gripado mesmo? Não é bem assim... “O banho frio, por si só, não melhora a imunidade”, afirma a alergista e imunologista Paula Perini.

Aliás, dependendo da pessoa, os efeitos disso podem ser bem ruins. “Outro dia, um paciente que sofre de asma relatou que estava em Pedra Azul, a uma temperatura de 5°C, e tomou um banho gelado. Ele teve uma crise na hora devido a um broncoespasmo”, relata Paula.

Nesse caso, diz ela, o banho muito quente também seria uma péssima escolha. “Tomar banho quente e sair na temperatura gelada não é bem-vindo, pois o choque térmico pode desencadear doenças alérgicas ou infecções”.

Zuleika complementa: “Essas oscilações de temperatura é que podem favorecer a queda da imunidade. O que se recomenda é um banho que não embace o espelho do banheiro”.

Coração

Banho gelado estimula a circulação e, como consequência, faz bem ao coração? Novamente, de acordo com a ciência, a história é outra. “Não existe um grande estudo afirmando que o banho frio é bom ou ruim para o coração. Mas sabemos que tanto o frio quanto o banho frio realmente ativam o sistema circulatório. Mas isso provoca uma contração dos vasos, principalmente os periféricos, o que é ruim porque aumenta momentaneamente a pressão arterial, faz o coração acelerar, trabalhar mais para regular a temperatura do corpo, predispondo efeitos cardiovasculares”, explica o cardiologista e professor universitário Diogo Barreto.

O cirurgião vascular Gustavo Sasso concorda: “Expor-se ao frio diminui a circulação do sangue em mãos, pernas e pés. Quem tem diabetes e fuma, por exemplo, pode ter mais complicações”, alerta.

O banho frio também não melhora a dor muscular. Com a palavra, a reumatologista Valéria Valim: “Não tem base científica para isso. O gelo pode ser usado em processos inflamatórios, já que reduz a vasodilatação. Mas dores não inflamatórias, como as musculares, vão piorar com imersão no banho gelado”.

Há quem garanta que um bom banho gelado diário acelera o metabolismo, ajudando quem quer emagrecer. Seria fácil se fosse verdade. “Apesar de o frio estimular o tecido adiposo marrom, que é termogênico, a quantidade de calorias perdida é muito pequena para levar à perda de peso”, ressalta a endocrinologista Rosina Villela.

No máximo, o banho gelado pode deixar pele e cabelos mais saudáveis. “Na verdade, é a água quente que faz mal, pois retira a camada protetora da pele e remove a proteção dos fios. O banho gelado promove um efeito imediato na pele, fechando poros. E, além de não ressecar o cabelo, diminui risco de problemas como a caspa”, destaca a dermatologista Juliana Drummond.

 

 

O que saber antes de entrar nesta fria

Acelera o metabolismo?

Apesar de o contato com o frio estimular o tecido adiposo marrom no corpo, que é termogênico, a quantidade de calorias perdida é muito pequena para levar à perda de peso

Aumenta a imunidade?

Não há nada cientificamente comprovado. Na verdade, o prejudicial de fato é o banho muito quente, sobretudo se houver mudança brusca de temperatura, ou seja, tomar um banho muito quente e sair para um ambiente frio. Essas oscilações de temperatura podem favorecer a queda da imunidade

É revigorante?

Sim. O banho gelado pela manhã, por exemplo, ajuda no despertar, deixando o corpo e a mente mais alertas. Mas o efeito é temporário. Uma xícara de café é mais eficiente pois tem efeito mais duradouro

Reduz o estresse e ansiedade?

Verdade. Pessoas nervosas, ansiosas, ao terem contato com a água gelada, podem ficar mais calmas. Isso porque o frio faz os receptores da pele enviarem uma mensagem ao cérebro, reduzindo o estresse, acalmando. Porém, é um benefício momentâneo, dura poucos minutos

Fortalece o coração?

E até o contrário. A exposição ao frio provoca a contração dos vasos sanguíneos, principalmente os periféricos, gerando uma sobrecarga no coração. Além disso, o corpo produz adrenalina para regular a temperatura, o que eleva os batimentos cardíacos. Ou seja, um perigo para quem tem problema cardiovascular

Reduz dores musculares?

A água gelada pode ser usada em alguns casos, como em tendinites, bursites e contusões musculares, para reduzir a vasodilatação e o processo inflamatório. Mas dores não inflamatórias, como contraturas musculares, dores musculares ou músculo-

esqueléticas e artrites pioram com o banho gelado. Existe mais evidência científica para tratamento da dor com banhos de imersão em águas aquecidas, pois promovem relaxamento muscular

Melhora pele e cabelos?

Na verdade, é a água quente que faz mal, pois retira a camada protetora da pele e remove a proteção dos fios. O banho gelado promove um efeito imediado na pele, fechando poros. E, além de não ressecar o cabelo, diminui risco de problemas como a caspa

Ver comentários