Notícia

"Pira" confira a crônica de Maria Sanz Martins

"Viveu cada segundo e cada dia daquela experiência como se fossem os últimos. Sentiu-se inteira, livre, conectada com ela mesma, mais resiliente, mais capaz de servir ao outro, mais corajosa, mais Elisa do que nunca"

Esse conteúdo é exclusivo para assinante.

Assine o Gazeta Online e acesse.

Ainda não é cadastrado?

Cadastre-se grátis

Ver comentários