Notícia

Conheça melhor o estilista que já vestiu Pabllo Vittar e Ludmilla

O estilista baiano Heberth Portilla, que mora em Vila Velha, também já produziu peças para outras celebridades, como as drags Lia Clark, Gloria Groove e Aretuza Lovi

Heberth Portilla cria roupa conceitual. "Sempre fui ousado"
Heberth Portilla cria roupa conceitual. "Sempre fui ousado"
Foto: Marcelo Prest

Ele é jovem no mundo da moda. Nunca assinou uma coleção, mas já causa burburinho com seu trabalho. Aos 22 anos, o estilista Heberth Portilla comemora o sucesso de suas criações feitas sob encomenda para duas grandes personalidades da música pop no Brasil na atualidade. Vestiu as cantoras Ludmilla e Pabllo Vittar.

Heberth é baiano e veio morar em Vila Velha para estudar moda, algo que gosta desde de criança quando cortava tecidos para vestir bonecas. Aqui fez estágios em showroom e não parou mais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por HEBERTH PORTILLA (@heberthportilla) em

A brincadeira de criança virou trabalho sério ainda quando estudante. Tomou coragem e procurou a produção da cantora Ludmilla para mostrar do que era capaz de fazer. “Eu apresentei meu trabalho para a produção dela. O contato foi por ligação e depois por WhatsApp. Conversamos por bastante tempo”, disse.

Leia também

Foi aceito de cara. Após aprovação do croqui, Heberth teve poucos dias para terminar a peça que seria usada na turnê da cantora em Portugal. “Após a aprovação do croqui, tive pouquíssimo tempo para a produção do look, foi uma loucura. A roupa precisa chegar em São Paulo em 7 dias. Foi muita pressão”, afirmou.

Na faculdade os professores puxavam sua orelha porque era meio perdido. ”Eu via todo mundo fazendo o mesmo, disso eu não gostava. Me encontrei partindo pra um lado mais conceitual, desconstruído, porque eu sempre fui ousado, mas não sabia como expressar isso”, conta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

Uma publicação compartilhada por HEBERTH PORTILLA (@heberthportilla) em

Já o look para Pabllo Vittar foi para a produção do clipe “Caliente”, ao lado da argentina Lali Espósito, gravado numa praia. Depois de umas vindas da Pabllo aqui no Estado, eu consegui o contato da mãe dela e foi assim que cheguei até o stylist dela, que é o Victor Miranda”, explicou.

Além de Ludmilla e Pabllo Vittar, ele já vestiu as drags Lia Clark, Gloria Groove e Aretuza Lovi.

Quando passou a se interessar por moda?

Eu gosto de moda desde criança. Minha tia diz que quando eu era muito novo, brincava com todas as bonecas dela, cortava os tecidos e ia fazendo as roupas.

Quando começou a trabalhar na área?

Em 2014, quando vim pro Espírito Santo cursar moda. Comecei como estagiário em um showroom, e nunca mais parei.

Como foi esse processo? Tem algum estilo que gosta de seguir?

Eu demorei muito pra me encontrar na moda. Eu gostava de muita coisa, queria fazer tudo. Era totalmente perdido! Meus professores puxavam muito minha orelha.

Qual era a sua reação?

Eu via todo mundo fazendo o mesmo, disso eu não gostava. Me encontrei partindo pra um lado mais conceitual, desconstruído, porque eu sempre fui ousado, mas não sabia como expressar isso.

Quais as influências de seu trabalho?

Eu gosto de desconstrução. Em todos os sentidos! Acompanho estilistas e marcas que pensam como eu e que fazem coisas que eu também faria.

Como conseguiu fazer um look para a Ludmila?

Eu apresentei meu trabalho para a produção dela. O contato foi por ligação e depois por WhatsApp. Conversamos por bastante tempo. Após a aprovação do croqui, tive pouquíssimo tempo para a produção do look, foi uma loucura. A roupa precisa chegar em São Paulo com 7 dias contados, já que iria para a turnê em Portugal. A equipe dela adora o meu trabalho e provavelmente em breve teremos mais novidades! Vestir a Ludmilla foi realmente um desafio. É uma artista muito grande, uma responsabilidade enorme, mas eu consegui.

Ver comentários