Notícia

Dores que não passam? O segredo pode está em sua alimentação

Alimentos com potencial inflamatório, como embutidos e refinados, devem ser evitados no cardápio diário para preservar o organismo.

Alimentos podem, sim, contribuir para o desencadeamento de determinado sintomas e afetar o seu organismo, sem que você perceba. Este é o alerta do quadro "Boa Mesa CBN" desta segunda-feira (17). A comentarista Roberta Larica explica, por exemplo, como a alimentação pode influenciar na saúde do sistema digestivo e deixar a sua saúde em risco. Artrose e dor de cabeça são alguns desses exemplos. 

"A gente precisa entender que o nosso corpo é uma máquina que, para funcionar perfeitamente, depende de vários 'combustíveis' diferentes. A dor está associada a um processo de inflamação. Logo, quanto mais anti-inflamatória for a minha dieta [priorizando frutas e verduras orgânicas e da estação, por exemplo], você já aumenta a produção de antioxidantes", explica. 

Ver comentários