Notícia

Empatia: capixabas se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas

Compaixão e empatia mostram um envolvimento da sociedade, explica psicóloga

Rio Formate transbordou e provocou grande alagamento em Bairro Operário, Novo Horizonte, Industrial e Vila Rica
Rio Formate transbordou e provocou grande alagamento em Bairro Operário, Novo Horizonte, Industrial e Vila Rica
Foto: Divulgação

 

 

As chuvas que atingem o Espírito Santo nas últimas semanas têm deixado centenas de pessoas sem casa. O último relatório da Defesa Civil Estadual, desta quinta-feira (21), aponta que são 1.728 desalojados, 95 desabrigados e quatro mortes no Estado. Para ajudar as vítimas, uma verdadeira rede de solidariedade foi criada para recolher doações em todo o Estado em iniciativa promovidas por sociedade civil, organizações não governamentais (ONGs) e igrejas. Diante desse cenário, nesta edição do "CBN e a Família", a comentarista Adriana Muller explica como em momentos de dor e sofrimento a solidariedade também fala mais alto e porque o sentimento de empatia e compaixão também é movido diante da situação de pessoas que, talvez, nem conhecemos pessoalmente. Ouça:

"Fala-se muito de uma sociedade virtual, mas essas tragédias, de algum modo, também sinalizam que o laços afetivos mostram-se fortes mesmo com o passar dos tempos", explica.

Ver comentários