Notícia

Erick Musso reeleito presidente da Assembleia para 2021

Não há ilegalidade. A regra mudou após aprovação de Proposta de Emenda à Constituição dois dias antes

Na Assembleia Legislativa: agilidade em reeleição
Na Assembleia Legislativa: agilidade em reeleição
Foto: Marcelo Prest

Dois dias após a Assembleia Legislativa aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permite a antecipação da eleição da Mesa Diretora da Casa, o presidente do Legislativo estadual, Erick Musso (Republicanos), foi reeleito para o biênio 2021-2023. A chapa única encabeçada pelo atual presidente também tem como membros os deputados estaduais Marcelo Santos (PDT), como 1º vice-presidente da Mesa; Torino Marques (PSL), 2º vice-presidente; Adilson Espíndula (PTB), como 1° secretário; Freitas (PSB) como 2° secretário; Marcos Garcia (PV) na posição de 3° secretário, Janete de Sá (PMN), 4° secretário. Confira a análise do comentarista Vitor Vogas sobre o assunto.

"Casuísmo e perplexidade. Não há outras palavras para definir o que ocorreu na Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira (27). De modo absolutamente surpreendente, o presidente Erick Musso (Republicanos) convocou “sessão preparatória” para a realização da eleição da Mesa Diretora que vai comandar a Casa a partir de… 1º de fevereiro de 2021! Com espantosa antecipação e apoio de 80% do plenário, Erick garantiu sua perpetuação no cargo até, pelo menos, 1º de fevereiro de 2023, totalizando um tempo mínimo de seis anos no comando do Poder Legislativo estadual. Assim, com incríveis 432 dias de antecedência, já sabemos quem será o presidente da Assembleia no biênio 2021-2023", disse.

 

 

Ver comentários