Notícia

Capixabas participam de projeto de sistema para "carro voador"

Entenda como a inteligência artificial está ligada ao projeto

Exemplo de um dos projetos de carro voador ao redor do mundo.
Exemplo de um dos projetos de carro voador ao redor do mundo.
Foto: Reprodução

Uma startup capixaba está ganhando destaque no cenário nacional. Isso porque desenvolve, utilizando inteligência artificial, soluções para empresas de transportes coletivos e de carga, que consegue definir, por exemplo, com imagens de câmeras, como o motorista está dirigindo - a chamada ‘visão computacional de carro autônomo’.

O motorista começa a viagem com 10 pontos que são descontados por causa de falhas que o motorista fizer, como: ultrapassagem proibida, risco de colisão com os veículos a frente, avanço de sinal vermelho, aceleração e freagem busca e tempo de ociosidade do veículo. A nota final é a media de tudo que foi apurado, via inteligência artificial que conta até com gravação em vídeo. 

A Motora, fundada em 2014, recebeu na última quarta-feira (29), um investimento de R$ 3 milhões do Fundo Aeroespacial, que tem como principal investidor a Embraer. Segundo Leandro Wassem, diretor da Motora, os investidores se interessaram na autonomia criada pela empresa no veículo autônomo Intelligent Autonomous Robotic Automobile (IARA) para o setor aéreo espacial. Em conversa no quadro "CBN Inovação", ele explica que isso coloca no horizonte a criação de um "carro voador". 

"É um setor que está aberto a muita regulamentação e incalculáveis testes. Mas é um caminho que está sendo trilhado para um transporte autônomo acima da altura dos prédios e abaixo da linha que os aviões circulam", explica. E a equipe capixaba está inserida nesses estudos. O modelo, que pode usar turbinas ou hélices, não está consolidado também.

Ouça a conversa completa:

Ver comentários