Notícia

Entenda a decisão: passageira é indenizada por falha em localizador

Ouça a análise do comentarista Luiz Gustavo Tardin

Uma decisão do Tribunal de Justiça do Espírito Santo garantiu indenização no valor de R$ 7 mil a passageira de uma companhia aérea que não conseguiu fazer check-in porque seu localizador não funcionava. Ela foi obrigada a comprar novos bilhetes que custaram cerca de R$ 3.374. Segundo a passageira, ela havia comprado passagens de ida e volta de Vitória (ES) para São Paulo (SP), pagando a quantia de R$350,00, durante uma promoção no site de uma agência de viagens. O comentarista Luiz Gustavo Tardin analisa o fato. Acompanhe: 

 

Ver comentários