Notícia

Estado terá delegacia para apurar comércio ilegal de armas de fogo

Ouça também análises sobre o pacote anticorrupção e antiviolência anunciado por Moro

O secretário de Estado de Segurança Pública, Roberto Sá, deverá encaminhar ao Ministério da Justiça sugestões ao pacote anticorrupção e antiviolência apresentado nesta segunda-feira (04) pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Entre as colaborações está a inclusão da lesão corporal grave na proposta que dificulta a progressão de pena para quem pratica crime hediondo. Roberto Sá também informou que irá criar no Espírito Santo uma delegacia especializada em apurar o comércio ilegal de armas.

O projeto de Sergio Moro traz propostas de alterações em pontos do Código Penal, do Código de Processo Penal, da Lei de Execução Penal, da Lei de Crimes Hediondos e do Código Eleitoral. A proposta será enviada ao Congresso Nacional e precisa ser aprovada por deputados e senadores para entrar em vigor.

Uma das principais mudanças trata da execução provisória para condenados em segunda instância. Em entrevista à CBN Vitória, o coronel José Vicente da Silva Filho, ex-secretário Nacional de Segurança Pública, avalia que o fato das propostas já aumentarem o custo do crime, são positivas para reduzir a impunidade. 

 

Ver comentários