Notícia

Interdição de parte da produção da Vale por tempo indeterminado

É o que garante o prefeito de Vitória, Luciano Rezende, em entrevista à CBN Vitória

A interdição de três áreas da Vale, no Complexo de Tubarão, em Vitória, ocorrida na noite desta quinta-feira (7), deverá permanecer por tempo indeterminado até que a empresa tome providências para estancar a poluição. A afirmação é do prefeito da Capital, Luciano Rezende. A companhia recebeu ainda duas multas que totalizam R$ 35 milhões.

De acordo com o laudo de interdição, estão impedidos de operar por tempo indeterminado as seguintes áreas: o pátio de insumos próximo a lagoa 9; o sistema de produção gerador de efluentes líquidos para as bacias de sedimentação e reservação, denominadas BSR; além das vias de circulação que contribuem para o aumento dos sólidos suspensos.

A poluição causada pela Vale, com o despejo de resíduos no mar e a emissão de pó preto a partir de pátios da mineradora é que levou a Secretaria de Meio Ambiente de Vitória a interdição por tempo indeterminado.

O prefeito de Vitória defende que não há mais possibilidade de se pensar no funcionamento de uma empresa pelo fato da mesma gerar emprego e renda. "Tem que gerar imposto e emprego sem poluir e sem destruir o meio ambiente", reforça Luciano Rezende.

Por nota, a mineradora Vale informou que a Prefeitura de Vitória determinou a interdição de parte do sistema de tratamento de efluentes da Unidade Tubarão, em Vitória (ES), o que afeta o pátio de insumos, os serviços portuários de carvão e as usinas de pelotização 1 a 4.

A Vale está cumprindo a determinação de imediato e vai analisar o teor do auto de interdição para adotar as medidas cabíveis.

A empresa destaca que nas últimas fiscalizações realizadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente não foi constatada nenhuma irregularidade nesse sistema e os laudos de monitoramento de outubro a dezembro de 2018 indicam que os efluentes estão dentro dos parâmetros estabelecidos.

A Vale finaliza com a informação de que monitora os corpos d'água que recebem efluentes há mais de 30 anos, sem que haja qualquer alteração na qualidade da água.

 

Ver comentários