Notícia

Cobrar taxa de conveniência na venda de ingressos online é ilegal

A decisão foi tomada pelo Superior Tribunal de Justiça na terça-feira (12). Foi decidido ainda que as empresas deverão devolver taxas de conveniência cobradas nos últimos cinco anos

O Superior Tribunal de Justiça decidiu nesta terça-feira (12) que é ilegal a cobrança de taxa de conveniência nas vendas de ingressos de shows e eventos pela internet. Foi decidido ainda que as empresas deverão devolver taxas de conveniência cobradas nos últimos cinco anos. Maria Inês Dolci, advogada especialista em direito do consumidor explica que o site Ingresso Rápido, por exemplo, terá que reformular o serviço. A decisão vale para a Ingresso Rápido, mas se aplica a todas as empresas que atuam da mesma forma. Em entrevista ao CBN Cotidiano, ela detalha o assunto. Confira!

Ver comentários