Notícia

Vitória tem atualmente 300 moradores em situação de rua

Atualmente, o número de pessoas em situação de rua em Vitória gira em torno de 300 pessoas

Na manhã desta quinta-feira (9), em sessão especial na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, foram discutidas políticas públicas e soluções para o aumento da população de moradores de rua na Grande Vitória. A capital capixaba, Vitória, possui um panorama da situação e calcula que 300 pessoas vivam nas ruas do município.

Em entrevista ao CBN Cotidiano, a secretária municipal de Assistência Social de Vitória, Iohana Kroehling, elenca os principais desafios para solucionar a situação dos moradores de rua. A Capital possui serviços permanentes voltados para a reinserção das pessoas de rua na sociedade, mas ainda enfrenta dificuldades no processo. Acompanhe a entrevista!

Atualmente, o número de pessoas em situação de rua em Vitória gira em torno de 300 pessoas. A Prefeitura de Vitória, por meio da Rede Escola da Vida, mantém serviços permanentes, 24 horas por dia, para as pessoas em situação de rua voltados para reinserção na família e no mercado de trabalho. A rede envolve políticas de Assistência Social, Saúde, Educação, Direitos Humanos, Meio Ambiente e outras.

A porta de entrada é o Serviço Especializado de Abordagem Social (Seas), que monitora diariamente as ruas de Vitória, identificando e abordando pessoas em situação de rua, ofertando a possibilidade de abrigamento, o acompanhamento psicossocial, tratamento de saúde para dependência química, qualificação profissional, até emissão de documentos e auxílios, como passagem para retorno à cidade de origem.

Todos os serviços podem ser acionados por meio do 156 e o trabalho é realizado diariamente, incluindo feriados. Confira a entrevista com a secretária municipal de Assistência Social de Vitória, Iohana Kroehling.

Ver comentários