Notícia

Inventário aponta origem da poluição do ar na Grande Vitória

Segundo o Iema, o Inventário é um diagnóstico de identificação do que contribui para a qualidade do ar no Estado do Espírito Santo e que serve para saber quem contribui e a quantidade produzida para a "bacia" atmosférica

Lançado há um mês, na Semana Mundial do Meio Ambiente, o Inventário de Fontes Emissões Atmosféricas da Grande Vitória foi apresentado pelo Instituto Estadual de Meio ambiente e Recursos Hídricos (Iema) nesta quarta-feira (10). O documento usa como base dados coletados em 2015 e aponta que quase 70% do material particulado é emitido pela indústria siderúrgica e mineradora. A expectativa é de que, a partir de agora, o documento seja divulgado a cada ano. Segundo o Iema, o Inventário é um diagnóstico de identificação do que contribui para a qualidade do ar no Estado do Espírito Santo e que serve para saber quem contribui e a quantidade produzida para a “bacia” atmosférica. A partir dele é possível fazer estudos para verificar qual é o efeito na qualidade do ar.

Sobre a importância é destacado que, “com ele é possível saber, por exemplo, quanto as chaminés das empresas emitem de partículas e gases, além de saber ainda sobre emissões de re-suspensão em vias. O Inventário quantifica qual é a emissão”. Em entrevista ao CBN Vitória, o diretor-presidente do Iema, Alaimar Fiúza, detalha o assunto. Confira!

Ver comentários