Notícia

Bebês com seis meses e adultos de até 49 anos devem se vacinar

Ouça as orientações da coordenadora do Programa de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Sesa, Danille Grillo

Criança é imunizadas contra o sarampo
Criança é imunizadas contra o sarampo
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O primeiro caso de sarampo do ano foi confirmado pela secretaria de Estado de Saúde. Trata-se de uma moradora de Cariacica, de 19 anos, que contraiu a doença em São Paulo. Há seis anos não havia registro da doença. Há ainda mais dois casos suspeitos, um em Viana e outro em Vila Velha.

>Caso de sarampo provoca aumento na procura pela vacina em Cariacica

Em entrevista a rádio CBN Vitória, a coordenadora do Programa de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Sesa, Danille Grillo, orienta que todas as pessoas com mais de seis meses de idade precisam verificar o cartão de vacinação e se imunizar contra a doença. Uma pessoa infectada pode transmitir sarampo para até 12 outras pessoas

Para prevenir o aparecimento de novos casos, o Ministério da Saúde vinha recomendando a vacinação de reforço para crianças de seis meses a menores de um ano, que moram ou pretendiam viajar para locais onde há surto de sarampo.

>Sarampo no ES: veja como está a campanha de vacinação na sua cidade

Essa vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes da data prevista para a viagem. No entanto, como a confirmação de um caso em Cariacica, a imunização é recomendada para todos com mais de 6 meses de idade e menos de 50 anos. 

Ver comentários