Notícia

Novas pistas vão reduzir em 30 minutos travessia na Terceira Ponte

Esta é a estimativa do governo do Estado para os horários de pico, quando um motorista chega a gastar até 1 hora para atravessar a ponte de Vitória para Vila Velha

Os motoristas que utilizarem a Terceira Ponte em horários de pico, como no início da manhã e ao final do dia, poderão ter um ganho de até 30 minutos com o novo projeto divulgado pelo governo do Estado. Segundo o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, em entrevista à rádio CBN Vitória, os estudos ainda estão em curso, mas a estimativa é de que a travessia, que costuma variar entre 40 minutos e até 1 hora por conta dos engarrafamentos, poderá ser reduzida em 30 minutos.

Com seis faixas, três em cada sentido, ciclofaixa nos dois lados da ponte e barreira de proteção, o projeto deve custar R$ 100 milhões e a expectativa é de que a obra fique pronta em três anos, após o trâmite de licitação do projeto.

As ciclovias estarão nas duas laterais da ponte e abaixo do nível da barreira de proteção. A nova configuração da via também contemplará três faixas em cada sentido. Uma delas será exclusivamente para ônibus, com 3,10 metros de largura, mas já se estuda a utilização da mesma por motos, já que com a readequação, o corredor atualmente utilizado pelos motociclistas deixará de existir. As demais pistas para veículos terão 2,80 metros cada.

A ciclofaixa e a consequente barreira de proteção será feita toda em estrutura metálica. O projeto prevê ainda a construção de um mirante, onde o ciclista poderá ter uma vista privilegiada da baía de Vitória.

O novo projeto contempla as mudanças na Praça do Cauê e também o deslocamento para o canal das proteções localizadas à direita da ponte, após o motorista passar pelo radar sentido Vila Velha.  

Ver comentários