Notícia

Drone e simulador serão usados na investigação de incêndio em Vitória

Nesta terça-feira (24), em entrevista à Rádio CBN Vitória, o Comandante do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, Tenente-coronel Scharlyston Paiva, adiantou que além de drones, a corporação irá utilizar um simulador computacional para chegar ao ponto de origem do incêndio. Este último equipamento já foi utilizado pela perícia para a elucidação do crime que envolveu a morte dos irmãos Joaquim e Kauâ, filhos de pastores, em Linhares, em 2018

O Corpo de Bombeiros avança nesta terça-feira (24) com o trabalho de investigação numa loja que comercializava couros e no galpão que funcionava de depósito para as mercadorias, ambos localizados na Vila Rubim, em Vitória e que pegaram fogo na última sexta-feira (20). O incêndio levou à interdição não somente do local onde o fogo destruiu, mas também de prédios vizinhos, por conta do risco de abalo em suas estruturas. Há pelo menos 70 pessoas desalojadas na região. 

Nesta terça-feira (24), em entrevista à Rádio CBN Vitória, o Comandante do 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros, Tenente-coronel Scharlyston Paiva, adiantou que além de drones, a corporação irá utilizar um simulador computacional para chegar ao ponto de origem do incêndio. Este último equipamento já foi utilizado pela perícia para a elucidação do crime que envolveu a morte dos irmãos Joaquim e Kauâ, filhos de pastores, em Linhares, em 2018.

O comandante do 1º Batalhão ressaltou que a investigação de incêndio desenvolvida pelos Bombeiros no Espírito Santo é referencia no Brasil. "Somos hoje a única Corporação da América do Sul com autorização Americana para Certificar peritos de incêndio diante da Associação Internacional". Confira a entrevista. 

 

Ver comentários