Notícia

ES e MG estabelecem 5 metas para para alavancar indústria

Federação das indústrias dos dois estados pretendem se unir para tirar do papel projetos de infra-estrutura e logística

 

 

Renovação do contrato de concessão da Vitória a Minas será antecipada pela Vale. Em contrapartida, empresa fará novas ferrovias
Renovação do contrato de concessão da Vitória a Minas será antecipada pela Vale. Em contrapartida, empresa fará novas ferrovias
Foto: Agência Vale

O Espírito Santo e Minas Gerais, através de suas federações das indústrias, estão construindo uma agenda conjunta de desenvolvimento econômico, para buscar soluções para questões de infraestrutura e alavancar a economia dos dois Estados. Em entrevista à Rádio CBN Vitória, Léo de Castro, presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), explica que, anteriormente, cada estado procurava maneiras de impulsionar sua economia, e que agora o momento é de parcerias e trabalho em conjunto, principalmente para regiões vizinhas como Minas e Espírito Santo.

"O projetos que vamos trabalhar em conjunto para que esses projetos saiam do papel, para que o governo faça os investimentos necessários são da área de infra-estrutura e logística. Primeiro, trabalhar pela melhor modelagem de contrato para fazer a concessão da BR 262; implantar o prolongamento da ferrovia para o sul do Espírito Santo e chegar ao Rio; trazer a Fundação Renova para trabalhar pela diversificação econômica das cidades ao longo do Rio Doce; impulsionar a indústria de óleo e gás; e estabelecer a segurança jurídica na relação entre os dois estados", explica.

Questionado se esses projetos podem estabelecer uma ligação também com o Centro-Oeste, Léo de Castro diz que é uma retomada do que se chama do "Corredor Centro-Leste", com acesso à produção e ao mercado de Goiás e Mato Grosso, por exemplo. Ouça a entrevista:

Ver comentários