Notícia

"Rio subiu 8m. A pior enchente da história", diz prefeito de Castelo

Domingos Fracaroli afirma que nunca tinha visto nada igual e que água subiu repentinamente, surpreendendo os moradores do município; segundo o prefeito, já são mais de 1.800 pessoas desalojadas na cidade

Rio Castelo tomou 70% da cidade
Rio Castelo tomou 70% da cidade
Foto: Fernando Madeira

Após os desastres causados pelas chuvas da madrugada de sábado (25), Castelo tenta se reconstruir. De acordo com o levantamento da prefeitura 50 casas foram destruídas, 150 pessoas desabrigadas e mais de 1.800 desalojadas na cidade da região Sul do Espírito Santo. A Defesa Civil chegou a registrar 120mm de chuva no município em um intervalo de 24 horas. Em entrevista à Rádio CBN Vitória, o prefeito de Castelo, Domingos Fracaroli, diz que a única notícia comemorada é que ninguém perdeu a vida na enchente que devastou 70% da cidade.

"Foi a pior enchente da história. O Rio Castelo subiu 8 metros, isso é 1,5m a mais que a enchente em 2009. Cinquenta casas foram destruídas e 70% da cidade foi atingida", relata.

Ele acredita que o número de desalojados deve aumentar. "Foi uma coisa muito difícil, o município está pedindo socorro. Hoje nosso trabalho é dar a mão aos nossos amigos (moradores da cidade). A Defesa Civil continua trabalhando e esse número (desalojados) deve ser atualizado", acrescentou o prefeito.

O prefeito relata que por volta das 22h de sexta-feira (24), veículos da polícia militar passaram pelas ruas alertando os moradores sobre uma possível inundação. Até os sinos da Igreja Matriz foram acionados como um alerta, mas ninguém esperava uma enchente tão poderosa. Segundo ele, a água subiu rapidamente e por volta de 2h da manhã, a cidade estava tomada pela água.

Ouça a entrevista completa:

Ver comentários