Notícia

Capixabas presos no Catar: Polícia Federal investiga tráfico

Dois jovens do Espírito Santo foram detidos com uma terceira pessoa quando estavam no Catar com destino à Tailândia

Foto de jovens presos foi divulgada pelo governo local
Foto de jovens presos foi divulgada pelo governo local
Foto: Reprodução/TV Gazeta

O caso dos dois jovens capixabas presos em Doha, no Catar, está sob investigação da Polícia Federal do Espírito Santo. Após a divulgação da prisão pelas redes sociais, o inquérito foi aberto para averiguar se há quadrilha especializada no Estado recrutando jovens para o tráfico internacional de drogas, entre outras apurações. Os jovens estavam com uma terceira pessoa, uma paranaense, e foram presos em Janeiro durante uma escala em Catar. O destino do voo era a Tailândia. Com o trio, a polícia local apreendeu o total de 10 kgs de cocaína. Pelas leis do Catar, podem pegar até pena de morte. Em entrevista à Rádio CBN Vitória, Ramon Almeida da Silva, Delegado Chefe da Delegacia de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, explica que o deve ser enfatizado é o alerta que jovens não devem se submeter ao transporte de drogas em troca de dinheiro.

O delegado explica que detalhes das investigações ainda estão sob sigilo, mas a atuação de grupos criminosos no Espírito Santo que atuam no aliciamento de jovens está entre os alvos da polícia. Ouça a entrevista completa:

Ver comentários