Notícia

Setor hoteleiro pode ter demanda menor na Festa da Penha e inverno

Setor de hospedagem do ES adota medidas contra o coronavírus

Vista mirante da Terceira Ponte no sentido  Vitória Vila Velha
Vista mirante da Terceira Ponte no sentido Vitória Vila Velha
Foto: Marcelo Franco

Os impactos econômicos da pandemia de coronavírus sentidos em diversas partes do mundo já começam a refletir nos cenários estadual e nacional. O Espírito Santo tem dois casos confirmados. Um dos reflexos da expansão de casos é o cancelamento e adiamento de eventos, viagens e turismo. Em entrevista à Rádio CBN Vitória, Flávio Matias, membro da diretoria do Sindicato de Hotéis e Meios de Hospedagem do Estado do Espírito Santo (Sindihotéis) afirma que o setor está acompanhando o desenrolar desse cenário e aprovou o reforço de medidas de higiene em unidades hoteleiras e para as equipes que trabalham no contato com hóspedes. Ele também fala que ainda há uma preocupação com baixa demanda para a Festa da Penha, já que o turismo religioso no Estado tem relevância para a ocupação na região metropolitana. Questionado se o período de inverno, que leva um grande público para a região Serrana do Estado, pode ter um público menor do que no ano anterior, Flávio explica que essa possibilidade existe mas ainda é prematura para afirmar sobre a queda. Ouça:

MAIS INFORMAÇÕES:

- No setor de hotelaria ainda não foram registrados cancelamentos em grande proporção e o fluxo de reservas continua padrão para o período do ano. A entidade reforça, especialmente para os meios de hospedagem, as seguintes recomendações para prevenir o Coronavírus (Covid-19):

- Manter locais ventilados e evitar aglomerações;

- Evitar contato físico muito próximo;

- Lavar as mãos com frequência após cada atendimento; - Disponibilizar nas dependências dos estabelecimentos álcool gel para que todos possam manter as mãos limpas e descontaminadas;

- Ter maior rigor na higienização de banheiros, locais e objetos de uso público e pessoal, como talheres, pratos, garrafas; e

- Desinfetar com detergente áreas de grande manuseio, como corrimãos e maçanetas;

Aos hóspedes, as medidas para evitar a contaminação com base no Ministério da Saúde são:

- evitar aglomerações e contato físico com outras pessoas;

- ao tossir ou espirrar, cobrir a boca com um lenço ou com o braço e evitar colocar a mão pois a proliferação é mais rápida;

-Evitar encostar nos olhos e bocas com as mãos sujas, e

- Sempre manter as mãos higienizadas, lavadas e com álcool em gel 70%.

 

 

Ver comentários