Notícia

Acupuntura auxilia tratamento de fertilidade, afirma especialista

Benefícios e novas técnicas de acupuntura estão sendo debatidos em Vitória no 1º Congresso Sudeste de Acupuntura Médica

Muitas pessoas pensam que a acupuntura só é indicada para tratamento da dor. Porém, essa técnica milenar pode ser utilizada para tratar casos de ansiedade, estresse, depressão, reações alérgicas e até infertilidade. Os benefícios e novas técnicas de acupuntura estão sendo debatidos em Vitória no 1º Congresso Sudeste de Acupuntura Médica.

De acordo com a pediatra e acupunturista Márcia Lika Yamamura, a acupuntura vai auxiliar nos casos em que nem a mulher nem o homem possui algum problema de saúde e mesmo assim o casal não consegue ter filhos. Ela explica que o ideal é que a mulher comece a fazer acupuntura antes do início da gestação para conseguir engravidar e ter uma gestação tranquila.

 



“Hoje é comum a mulher ter filho mais tardiamente o que torna comum a dificuldade de engravidar. A acupuntura trata essa infertilidade e existe estudos científicos que comprovam a eficácia. O ideal é que a mulher faça a acupuntura e o acompanhamento antes de engravidar”, afirmou à Rádio CBN Vitória.



A médica destacou que o fator emocional influencia muito quando uma mulher deseja ter um filho e a acupuntura também trabalha essa questão. “A acupuntura, não só com a inserção de pontos, mas com a filosofia que ela tem, que é a emoção causando a doença, a infertilidade, faz com que tenhamos uma eficácia muito maior no tratamento da infertilidade”, disse.



Clínicas



De acordo com o presidente do Colégio Médico de Acupuntura do Espírito Santo, Carlos Eduardo Mendes, a acupuntura já é utilizada no Estado para auxiliar no tratamento da fertilidade. “Várias clínicas de fertilidade, inclusive, aqui no Estado, têm o acompanhamento do acupunturista associado ao tratamento tradicional com resultados bem interessantes”, contou.



O médico também destacou que a acupuntura pode ser de grande utilidade para a Saúde Pública, principalmente na Atenção Primária, devido à sua alta resolutividade, associada ao baixo custo.

Ver comentários