Notícia

Vitória: asfalto é alvo de críticas e solução ainda passa por estudos

As avenidas Fernando Ferrari, Nossa Senhora da Penha, Serafim Derenzi foram as que mais receberam reclamações dos motoristas

Asfalto da avenida Fernando Ferrari recebeu críticas de motoristas de Vitória
Asfalto da avenida Fernando Ferrari recebeu críticas de motoristas de Vitória
Foto: Eduardo Dias

Os motoristas e motociclistas que circulam pelas ruas e avenidas de Vitória encaram dezenas de buracos e desníveis no asfalto todos os dias. No mês de março deste ano a prefeitura da Capital chegou a anunciar que esse problema estava perto do fim, pois haveria um investimento de R$ 78 milhões em obras para capeamento, recapeamento e manutenção do asfalto. No entanto, quatro meses após o anúncio das obras, a prefeitura ainda não divulgou quais serão as ruas beneficiadas, ou uma data para o início dos reparos.

Enquanto isso, os motoristas fazem muitas reclamações. As avenidas Fernando Ferrari, Nossa Senhora da Penha e Serafim Derenzi foram as que mais receberam críticas. O taxista Vanderlei José Guerini afirma que percorre uma média de 180 quilômetros por dia pelas ruas de Vitória. O carro comprado recentemente por ele já teve problemas mecânicos, e o motorista aponta a situação ruim das vias como a principal causa do problema.

O taxista Vanderlei José Guerini afirma que percorre uma média de 180 quilômetros por dia pelas ruas de Vitória. O carro comprado recentemente por ele já teve problemas mecânicos, e o motorista aponta a situação ruim das vias como a principal causa do problema.
O taxista Vanderlei José Guerini afirma que percorre uma média de 180 quilômetros por dia pelas ruas de Vitória. O carro comprado recentemente por ele já teve problemas mecânicos, e o motorista aponta a situação ruim das vias como a principal causa do problema.
Foto: Eduardo Dias

"Esse carro aqui está com oito meses de uso e eu já troquei as duas ponteiras dele. Eu gastei R$ 850 nesse carro aqui, por causa desse asfalto ruim e esburacado", reclamou o taxista.

O motorista Carlos Magno Moreira também fez críticas à situação do asfalto e à quantidade de buracos nas ruas de Vitória.

"O asfalto está bem degradado mesmo. Tem alguns pontos que têm bastante buraco. Com as chuvas os buracos vão aparecendo. Está bem ruim mesmo o asfalto, está bem ruim a qualidade", opinou o motorista.

Na ocasião do anúncio das obras, no dia 26 de março, a secretaria de Gestão, Planejamento e Comunicação de Vitória explicou que os recursos para as obras foram viabilizados após um financiamento com a Caixa Econômica Federal. A primeira parcela para a realização de obras asfálticas, no valor de R$ 11 milhões, seria repassado para a Secretaria Central de Serviços no dia 27 de março.

Procurada pela CBN Vitória, a Secretaria Central de Serviços informou que estudos técnicos estão sendo realizados para definição do mapeamento das vias que irão receber recapeamento.

Ver comentários