Notícia

Pista nova do Aeroporto de Vitória é fechada para receber equipamento

Isso vai permitir que os voos cheguem na pista nova também pela região do Mestre Álvaro. Instalação não prejudica os pousos, que foram transferidos para a pista antiga, e o aeroporto funciona normalmente

Para que seja instalado o equipamento, desde esta quarta-feira (09) as aeronaves estão usando apenas a pista antiga
Para que seja instalado o equipamento, desde esta quarta-feira (09) as aeronaves estão usando apenas a pista antiga
Foto: Vitor Jubini

A pista nova do Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória, está recebendo a instalação de um segundo PAPI (Precision Approach Path Indicator), equipamento de auxílio visual ao pouso. Isso vai aumentar a capacidade de voos do aeroporto e permitir que as aeronaves cheguem na pista nova também pela região do Mestre Álvaro. O PAPI funciona como um indicador visual que cria uma "rampa" de aproximação virtual para facilitar o pouso de aeronaves de maior porte.

> Novo aeroporto: 'Mestre Álvaro não oferece riscos'

Para que seja instalado o equipamento, desde esta quarta-feira (09) as aeronaves estão usando apenas a pista antiga. Desde novembro, os aviões que pousam na pista nova se aproximam pelo mar de Camburi, o que virou uma atração na região.

> Infraero oferta área de R$ 58 milhões para atender a projetos imobiliários

A previsão da Infraero é de que somente nesta sexta-feira (11) as aeronaves voltem a pousar na pista nova, mas somente na cabeceira mais próxima ao mar, que já conta com o equipamento de auxílio visual.

A chegada pela região do Mestre Álvaro ainda vai depender da homologação do segundo PAPI, que é feita pelo Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) e não tem data para acontecer. Após a homologação, as duas cabeceiras poderão receber as aeronaves.

> Aeroporto: usuários querem mudar local de ponto de ônibus

A Infraero garantiu, também, que a operação no Aeroporto de Vitória não foi prejudicada pela interdição da pista nova porque os voos foram deslocados para a outra pista, que tem a mesma capacidade para receber as aeronoves. Se o aeroporto tivesse uma única pista, aí sim a Infraero precisaria restringir a operação, o que não é o caso de Vitória. O Aeroporto Eurico de Aguiar Salles, depois das obras de ampliação de sua estrutura, se tornou um dos poucos do país a ter duas pistas.

Ver comentários