Notícia

Alta na ocupação de hotéis em janeiro deve se manter no Carnaval

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no ES (Abih-ES), no último mês de janeiro a taxa de ocupação média em hotéis da Grande Vitória foi de 79,3%, a maior dos últimos anos para o período.

Praia do Morro, em Guarapari
Praia do Morro, em Guarapari
Foto: Secundo Rezende/Drone

O ano de 2019 vem se mostrando positivo para muitos segmentos do comércio que apontam um cenário de recuperação e crescimento. Esse otimismo, já em forma de resultados, chegou ao ramo da hotelaria. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis no Espírito Santo (Abih-ES), no último mês de janeiro a taxa de ocupação média em hotéis da Grande Vitória foi de 79,3%, a maior dos últimos anos para o período.

Para efeito de comparação, no mês de janeiro de 2017 a ocupação média foi de 66,6%, e no mesmo período de 2018, o índice subiu pouco, atingindo a marca de 68,1%. Para o presidente da Abih-ES, Gustavo Guimarães, o resultado mostra o crescimento do turismo de lazer no Estado no início do ano, já que o turismo de negócios e eventos fica em baixa nesta temporada.

"O turismo de lazer tem um foco bastante indutivo. Pelos nossos pacotes terem um preço bastante acessível em comparação, sobretudo, ao nordeste do país; pelas maravilhas e belezas que Guarapari, Vitória, Vila Velha, a região das montanhas, ou seja, que o Espírito Santo como um todo tem; e principalmente, por um trabalho feito de forma profissional para trazer o cliente para cá. A ação junto a operadoras de turismo, agências de viagens".

Para o carnaval, que acontece daqui a pouco menos de um mês, a expectativa também é alta. Guimarães afirma que na Grande Vitória, no litoral Sul e até nas montanhas as reservas já estão em 80%, mas que até lá, a ocupação pode ser total nos hotéis e pousadas dessas regiões.

"Tirando aquelas regiões norte, de Linhares, Colatina que trabalham efetivamente com turismo corporativo, de negócios, o restante todo composto pela Grande Vitória, Sul do Estado e a região das montanhas, a gente com certeza bate de 95% a 100% de ocupação, sem sombra de dúvidas".

Proprietário de uma pousada em Guarapari, o empresário Fernando Silva comemora a alta na demanda neste ano. Ele aponta uma ocupação de 90% no estabelecimento durante todo o mês de janeiro, e afirma que a procura já está grande para o carnaval. 

"Em janeiro a gente teve uma ocupação bem elevada, superior até ao ano passado que já foi de muito sucesso, a maior dos últimos 10 anos. Do réveillon até a última semana de janeiro, a média estava em 90% de ocupação. Para o carnaval nós já estamos com 90% reservado".

O diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento de Vitória (CDV), Leonardo Krohling, afirma que a capital vem se qualificando para receber cada vez mais turistas e que, para o carnaval deste ano, tanto no desfile das escolas de samba, quanto no carnaval de rua, a expectativa é alta para receber visitantes na cidade. 

"A gente tem o desfile das escolas de samba que acontece uma semana antes, que a gente registra uma ocupação hoteleira entre 65% a 70%, e o carnaval oficial no centro de Vitória, com os blocos, que já está, segundo a ABIH, com 100% de ocupação hoteleira".

Segundo o diretor da CDV, 25% do público dos desfiles das escolas de samba são turistas. De acordo o secretário, 80 mil pessoas passam pelo sambão do povo no fim de semana dos desfiles.

Ver comentários