Notícia

Nenhuma escola municipal de Vila Velha tem alvará dos bombeiros

A Prefeitura de Vila Velha firmou um convênio com o Corpo de Bombeiros para agilizar a regularização de todos os imóveis da administração

Estruturas metálicas que servem como sala de aula para alunos da UMEF Professora Emília do Espírito Santo Carneiro, em Vale Encantado.
Estruturas metálicas que servem como sala de aula para alunos da UMEF Professora Emília do Espírito Santo Carneiro, em Vale Encantado.
Foto: José Carlos Schaeffer

Todas as escolas municipais de Vila Velha funcionam atualmente sem alvará do Corpo de Bombeiros que comprove a segurança em situações de incêndio e pânico.

A informação foi confirmada pela corporação, que afirmou, porém, que a Prefeitura já manifestou interesse em regularizar os colégios.

> Prefeituras exigem alvarás e licenças, mas têm falhas

A Prefeitura de Vila Velha firmou um convênio com o Corpo de Bombeiros para agilizar a regularização de todos os imóveis da administração, que engloba além das escolas, unidades de saúde e outros prédios administrativos. Um levantamento da própria prefeitura aponta que mais de 40% dos imóveis não possuem a licença do Corpo de Bombeiros.

O coronel Scharlyston Martins de Paiva, do setor de vistorias do Corpo de Bombeiros Militar, relata que até o momento a corporação não tem conhecimento de escola com necessidade de interdição, mas o trabalho apontou falhas na segurança que precisam ser corrigida.

"Tem equipamentos que faltam, extintores, acessibilidade, falta de rota de fuga. Com certeza, se alguma foi detectada de modo que inviabilize a permanência dos alunos e profissionais, isso será comunicado à prefeitura e ao Ministério Público e tem que ser viabilizada a retirada das pessoas desses espaços", explicou.

> Fórum de Vila Velha: trincas e sem alvará

O secretário de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha, coronel Oberacy Emmerich Júnior afirma que a maior parte dos problemas nos imóveis da prefeitura se deve a questões de combate a incêndios e garante que não há risco iminente nessas unidades mesmo sem o alvará. Segundo ele, o convênio busca corrigir falhas antigas nos prédios, que são anteriores a atual gestão.

"É um trabalho preventivo. Não tem risco nenhum identificado. A nossa Defesa Civil já faz esse trabalho de vistoria, mas não temos essa competência, que é do Corpo de Bombeiros pra fazer as vistorias e apontar as adequações", comentou o secretário.

> Governos não dão exemplo sobre regras que eles mesmos cobram

A Prefeitura de Vila Velha hoje tem 154 prédios., entre 98 unidades de ensino, 21 de saúde, e outros 35 dentre Sedes Administrativas, teatro, museu, parque e outros. O convênio entre Corpo de Bombeiros e Prefeitura de Vila Velha foi firmado na última quinta-feira e prevê também a implementação de um programa de combate a incêndios em todas as escolas, com trabalho de conscientização entre alunos e funcionários. Em nota, a prefeitura afirma que o convênio tem o objetivo de  agilizar os procedimentos de regularização de imóveis que se encontram em andamento, através de uma ação conjunta entre os referidos órgãos.

Ver comentários