Notícia

Procon Estadual lança aplicativo para receber denúncias de consumidor

O aplicativo é gratuito e já está disponível para ser baixado, segundo o Procon

ES - Vitória - Consumidores aguardam atendimento no Procon/ES (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor)
ES - Vitória - Consumidores aguardam atendimento no Procon/ES (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor)
Foto: Carlos Alberto Silva - GZ

O consumidor capixaba já pode ter na palma da mão um canal para denunciar irregularidades no comércio. O Procon Estadual lançou nesta sexta-feira (15) um aplicativo para receber denúncias de preços abusivos, propagandas enganosas e outros problemas encontrados.

O aplicativo "Procon ES" é gratuito e já está disponível para ser baixado, segundo o Procon. A diretora-presidente do órgão, Lana Lages, diz que a ferramenta tem o objetivo de facilitar o recebimento de denúncias e incentivar o consumidor a correr atrás dos seus direitos.

"O nosso objetivo é sempre esse: que os consumidores aumentem o número de denúncias e que busquem os seus direitos. O que a gente espera é que eles sempre procurem os órgãos de defesa do consumidor", ressalta. 

Com o aplicativo de celular, o consumidor poderá denunciar já dentro do estabelecimento sem precisar ligar ou ir ao Procon. "Ele, por exemplo, vai a um estabelecimento comercial e encontra um produto com prazo de validade vencida, ele já pode naquele local, tirar uma foto e encaminhar para o Procon Estadual para verificação dessa denúncia", explica. 

Para acompanhar a denúncia, o consumidor terá que ligar para o número 151 e fornecer o número do CPF usado para enviar a reclamação. O lançamento do aplicativo foi feito em um evento para celebrar o Dia do Consumidor. Nele, o Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado do Espírito (Procon/ES), junto com o Serviço de Apoio Às Micro e Pequenas Empresas do Espírito santo (Sebrae ES), a Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes) e o Tribunal de Contas do Espírito Santo (TCE) assinaram um termo de cooperação para atuarem na prevenção de casos de abuso aos direitos do consumidor e dos empresários.

A ideia é que cada instituição atue para criar agendas que promovam a qualidade do atendimento aos consumidores, com informações e qualificação ao empreendedor. Com isso, o acordo visa reduzir a aplicação de multas por infrações aos direitos dos consumidores e promover um atendimento mais satisfatório.

O Procon fica responsável por aplicar o conceito de “dupla visita” aos pequenos negócios, o que significa que a primeira abordagem no pequeno negócio não será no intuito de multar, mas de informar sobre o atendimento correto ao consumidor. Também foi divulgado a aquisição de uma nova sede para o Procon, que deve passar a funcionar até o final do primeiro semestre na antiga sede do Sebrae, um prédio com 12 pavimentos na avenida Jerônimo Monteiro. O governo do Estado comprou o imóvel por R$ 3,5 milhões.

Ver comentários