Notícia

ES faz plano de emergência para chegada de óleo ao litoral capixaba

Governo criou um Comitê de Preparação da Crise e planeja ida de equipes a municípios no Litoral Norte do Estado.

Mancha de óleo atinge 39 praias do litoral nordestino. A praia de Ponta dos Mangues, em Sergipe, foi uma delas.
Mancha de óleo atinge 39 praias do litoral nordestino. A praia de Ponta dos Mangues, em Sergipe, foi uma delas.
Foto: Divulgação | Brenda Dantas

Com o avanço do óleo no litoral do Nordeste, que já afeta o Sul da Bahia – a cerca de 500 quilômetros do Espírito Santo, o governo do Estado está se planejando para evitar danos também no litoral capixaba e estabeleceu um plano de emergência para enfrentar a crise.

Nesta segunda-feira (21), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) realizou a terceira reunião de alinhamento com o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Defesa Civil, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Capitania dos Portos para a condução do plano que visa construir ações preventivas sobre o óleo que avança na costa brasileira.

Neste encontro, segundo a assessoria de imprensa da Seama, foi estabelecido um Comitê de Preparação da Crise, formado por representante da Marinha, do Ibama, do ICMBio e da secretaria, que fará a coordenação dos trabalhos. Também foram criados grupos de trabalho com diferentes temáticas, como: Institucional/Municípios, Técnico, Comunicação, Segurança/EPI´s, Fauna, Unidades de Conservação e Logística.

EQUIPES NOS MUNICÍPIOS COM MAIOR RISCO

Ainda de acordo com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, já está sendo articulada uma reunião com gestores municipais de Conceição da Barra, São Mateus e Linhares para unificação de informações e de ações preventivas. Equipes técnicas vão se deslocar para os municípios ainda nesta semana.

E também será agendada uma visita de representantes da Seama e do Iema à Bahia para verificação dos procedimentos de governança, e das atividades práticas de recuperação e limpeza das praias e do manuseio da fauna oleada, entre outras. A previsão da viagem também é para esta semana ou, no máximo, no início da próxima.

A Seama esclarece que ainda não é possível precisar a chegada do óleo ao Espírito Santo, porém o monitoramento é contínuo. A secretaria está em contato permanente com os gestores costeiros baianos, e recebe a todo momento informações atualizadas dos órgãos federais de meio ambiente.

Ver comentários