Notícia

ES quer nova tecnologia para monitorar mulheres com medidas protetivas

O objetivo é criar uma plataforma que emite alertas tanto para vítima quanto para o agressor quando houver uma aproximação indevida. Além disso, uma viatura também pode ser ao ao local para proteger a vítima

Secretário de Segurança Roberto Sá
Secretário de Segurança Roberto Sá
Foto: Vitor Jubini

O Governo do Estado anunciou que está desenvolvendo uma plataforma para monitorar mulheres com medidas protetivas e seus agressores. A informação foi passada pelo secretário estadual de Segurança Pública, Roberto Sá, durante o lançamento do aplicativo "APP 190 ES", em que pessoas poderão acionar o Ciodes pelo celular.

O objetivo do projeto é criar uma tecnologia capaz de emitir alertas tanto para vítima, quanto para o agressor quando houver uma aproximação indevida. Ao mesmo tempo, uma Central de Monitoramento também receberia um alerta e, caso a aproximação continue acontecendo, uma viatura da Polícia Militar seria enviada para o local.

 

 

“Temos grande preocupação com a ampliação de medidas protetivas para mulheres que sofrem violência doméstica. Estamos com outro projeto para que a gente possa monitorar, se possível, agressor e vítima, de forma que numa Central de Monitoramento a gente consiga perceber uma aproximação indevida, alertar a vítima e o agressor e despachar um recurso operacional caso essa aproximação continue acontecendo”, disse o secretário Roberto Sá.

Ainda de acordo com o secretário, a plataforma está em fase de projeto e deve ser apresentada até o fim deste ano.

Leia também

Ver comentários