Notícia

Quase 30 motoristas multados por dia no ES por deixar de usar o cinto

De janeiro a outubro de 2019, 8.118 motoristas cometeram esse tipo infração no Espírito Santo e a Grande Vitória concentra 72,7% desse total de multas. Jovens que morreram em acidente na Avenida Dante Michelini, em Camburi, estavam sem cinto

Carro envolvido em acidente na Dante Michelini, em Vitória
Carro envolvido em acidente na Dante Michelini, em Vitória
Foto: Isaac Ribeiro

O acidente que matou duas pessoas na Avenida Dante Micheline, em Vitória, acendeu um alerta: a importância do motorista e passageiros utilizarem o cinto de segurança. As duas vítimas que morreram estavam no banco de trás de um carro modelo Audi A3, sem cinto de segurança, e morreram na hora.

De janeiro a outubro de 2019, 8.118 motoristas cometeram infração no Espírito Santo por ele ou o passageiro deixar de usar cinto no trânsito, ou seja quase 30 motoristas multados por dia. O número é quase 6% maior que a quantidade de infrações no mesmo período de 2018. Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES) e foram informados à TV Gazeta.

"Já tem 22 anos a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança e os números são elevados. Precisamos, na nossa família, divulgar a importância da vida humana. Estamos falando de vidas, de pessoas com toda uma vida pela frente", alertou o diretor técnico do Detran-ES, George Pereira Alves, em entrevista à TV Gazeta.

Neste ano, só a Grande Vitória registrou 5.906 infrações por esse tipo de ocorrência, uma média de 19 multas por dia, representando 72,7% do total registrado em todo o Espírito Santo.

O diretor técnico do Detran afirma ainda que a ausência do cinto traz ainda mais riscos para quem está no banco de trás de um carro. "Quando você não usa o cinto de segurança, o risco de morte é de 50% na frente e até 75% atrás. Às vezes, a gente acha que o cinto é só para impedir que seja lançado para fora do carro, mas temos casos de vítimas que morrem dentro dos veículos", explica.

O ACIDENTE

Duas pessoas morreram e três ficaram feridas após um acidente de trânsito na noite desta terça-feira (29) na Avenida Dante Michelini, na orla de Camburi, em Vitória. De acordo com informações da Polícia Militar, um Audi A3 preto seguia pela avenida sentido Serra – Vitória, com quatro pessoas. O Audi A3 era guiado por Augusto César Bento Perim Filho, 26 anos. Ao lado dele, estava o estudante universitário Caio Perim Furlan, 27 anos. No banco do passageiro, estavam o bacharel em Direito Gustavo Fracarolli Corrêa, 27 anos, e o estudante universitário Matheus Nunes Fardin, 26 anos.

De acordo com a polícia, às 23h52, o motorista do Audi A3 perdeu o controle da direção, subiu o canteiro central, derrubou o poste de iluminação, invadiu a contramão e bateu de frente com um Transcol que faz a linha 508.

Desgovernado, o Audi A3 rodou e atingiu um Jeep. Com o impacto, Matheus e Gustavo foram arremessados. Um dos corpos atingiu um Renault Sandero que seguia sentido Serra. Gustavo e Matheus morreram na hora.

*Com informações da TV Gazeta

Ver comentários