Notícia

Três em cada quatro propriedades agropecuárias no ES são familiares

O Estado tem 108 mil estabelecimentos de agricultura e pecuária, houve um crescimento de 28% na última década

No Espírito Santo, três em cada quatro propriedade da agricultura e da pecuária tem origem familiar. O Censo Agro 2017, divulgado nesta sexta-feira (25), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), identificou 108.014 estabelecimentos agropecuários em todo o Estado. O número geral de propriedades cresceu em 28% na última década.

Em 2006, no último censo realizado, o Estado tinha 67,5 mil estabelecimentos familiares. Em dez anos, outros 13,2 mil foram criados. Os dados do IBGE ainda mostram que a área ocupada por essas propriedades também aumentou, passando de 990,6 mil hectares para 1 milhão, incremento de 8,9%.

Apesar disso, a proporção entre unidades familiares e não familiares diminuiu. Em 2006, as primeiras representavam 80% do total propriedades rurais do Estado e as outras 20%. Já em 2017, os dados passaram a ser de 74,8% e 25,2%, respectivamente.

Isso ocorreu porque o número de propriedades não comandado por famílias passou de 16,8 mil para 27,2 mil na última década. Um aumento de aproximadamente 62% entre os anos (10,4 mil em números absolutos). Já os familiares cresceram percentualmente menos, o equivalente a 19,6% (13,2 mil em números absolutos).

MECANIZAÇÃO

O Censo Agro 2017 também mostrou que houve um crescimento no número de tratores dentro das propriedades rurais. A quantidade dessas máquinas aumentou 105,1% em dez anos. Em 2006, eram 11,8 mil espalhados pelo Espírito Santo. Já em 2017, foram registradas 12.457 unidades a mais, chegando assim a marca de 24,3 mil veículos.

Já as unidades que utilizavam esse tipo de máquina passaram de 9.521, em 2006, para 18.421, em 2017. Os números são resultado do avanço tecnológico das propriedades rurais capixabas.

Ver comentários