Notícia

Bombeiros ainda tentam conter o incêndio em Montanha, no Norte do ES

Neste domingo, no entanto, as chamas estão menores. No sábado, o fogo se alastrou rapidamente por plantação de eucalipto e se aproximou do Ifes e casas de moradores. Não há registro de vítimas

Área de eucalipto queimada em Montanha
Área de eucalipto queimada em Montanha
Foto: Prefeitura

Bombeiros e funcionários da Prefeitura de Montanha, na Região Norte do Espírito Santo, ainda trabalham para conter o incêndio que atinge o município desde as 15h deste sábado (9). Neste domingo (10), as chamas já estão menores, diferentemente do dia anterior, quando o fogo atingiu a copa das árvores de plantação de eucalipto e também pastos.

Segundo o secretário de Comunicação e Relações Institucionais do município, Marcos Coutinho, não há feridos ou imóveis atingidos pelas chamas até o momento. O incêndio, neste domingo, concentra-se nas plantações de eucalipto, onde máquinas e bombeiros encontram dificuldades para entrar e conter os focos.

"Felizmente não há nenhuma pessoa ferida, nem mesmo casa ou outros imóveis atingidos pelo fogo. Havia um temor muito grande porque as chamas se aproximaram do Ifes (Instituto Federal de Educação), mas o local também não foi afetado. O trabalho que fizemos com a utilização das máquinas para evitar que o fogo se espalhasse ainda mais foi providencial. Mas entendemos a preocupação da população, pois a altura do fogo foi impressionante. Ele perdeu força, mas ainda não está completamente controlado", destacou.

Pela rede social, um professor do Ifes de Montanha gravou um vídeo para acalmar estudantes e a população sobre possíveis prejuízos com o incêndio na unidade. Segundo ele, não houve perdas. "O fogo realmente entrou na nossa área de pasto, e teve muito fogo, mas não tivemos nenhum prejuízo com a escola. A não ser um perda na pequisa sobre manga com a Embrapa. A pesquisa com abelhas não foi atingida e o enxame foi salvo também", explicou.

Ainda de acordo com o secretário municipal, além dos funcionários da própria prefeitura, os bombeiros de Nova Venécia estão desde sábado atuando no combate às chamas. As causas do incêndio ainda serão apuradas assim como a dimensão da área devastada pelas chamas.

"Neste momento, ainda não sabemos dizer o que provocou esse incêndio. A região está muito seca e isso favorece o surgimento de alguns focos. Pode ter sido provocado por uma guimba de cigarro ou até mesmo algo criminoso. É prematuro dizer o que pode ser o causador e, de fato, onde começou. Também não temos a dimensão da área afetada, mas foi grande até agora e, de fato, assustador", disse.

EUCALIPTO

O fogo atingiu uma grande plantação de eucalipto em uma propriedade particular da cidade. A Suzano informou que após identificar o incêndio "acionou imediatamente a sua brigada, que atuou no controle das chamas". A empresa, no entanto, não confirmou se o fogo teve início em sua área. A forte estiagem somada ao clima seco favoreceram a propagação das labaredas.

Ver comentários