Notícia

Casagrande e Zema se unem para cobrar melhorias na BR 262

Os governadores do Espírito Santo e de Minas Gerais reivindicam junto ao governo federal melhorias na rodovia que liga os dois Estados

Chuva provocou queda de barreira na BR 262
Chuva provocou queda de barreira na BR 262
Foto: Kaique Dias

Importante ligação rodoviária entre o Espírito Santo e Minas Gerais, a BR 262 foi o principal assunto da reunião entre os governadores dos dois Estados, Renato Casagrande (PSB) e Romeu Zema, na manhã desta sexta-feira. Eles cobram do governo federal melhorias na rodovia, que nos últimos dias chegou a ser interditada devido à queda de barreiras provocada pela chuva.

Casagrande e Zema mantêm contatos com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para tratar da situação da rodovia. Durante o encontro na residência do governador mineiro, o chefe do Executivo capixaba reforçou a importância dos investimentos em logística.

“Temos necessidade de investimento em nossas rodovias. Temos duas importantes rodovias que nos ligam a Minas e a BR-262, que vai de Vitória até o Estado do Mato Grosso do Sul, é a mais importante. Uma rodovia fundamental, que liga o Leste ao Oeste do País e que está em situação precária. Sabemos da dificuldade da privatização e temos que cobrar do governo federal investimentos públicos enquanto se procura investidores privados.”

Na última quinta-feira (22), Casagrande (PSB) já havia dito que pediria ao governo federal recursos para recuperar a BR 262. “A BR 262 está com uso muito frágil em decorrência das fortes chuvas. É preciso aumentar a capacidade da BR , mas, principalmente, precisamos aumentar a segurança de quem trafega por ela”, ressaltou o socialista.

O governador capixaba mencionou que a Estrada de Ferro Vitória-Minas, ligação ferroviária entre os dois Estados, é o trecho mais eficiente do Brasil. “Temos necessidade de ampliar a ferrovia no nosso Estado até Anchieta, na região sul, e posteriormente até o Rio de Janeiro, o que também interessa a Minas. Queremos ser a porta de saída e entrada dos produtos de Minas para o mundo e do mundo para Minas”, destacou.

Além do encontro com o governador Zema, Casagrande participou, ainda pela manhã, de uma reunião com a Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e destacou a necessidade de integração entre os dois estados. “Estamos aqui para dar mais um passo nessa integração. Identificamos Minas Gerais como nosso maior parceiro, onde temos maior sinergia e, por isso, a necessidade de integrarmos as ações. Vamos definir uma pauta em torno de nossos interesses junto ao governo federal. Temos que resolver gargalos que têm impedido o nosso desenvolvimento”, afirmou.

Ver comentários