Notícia

Duas praias do Norte do ES têm material suspeito de ser petróleo cru

Em São Mateus, foram atingidas as praias de Guriri, onde já foi confirmado ser o óleo do Nordeste, e Barra Nova e Urussuquara que estão em confirmação se é o mesmo material

Fragmentos encontrados na praia de Urussuquara, em São Mateus. Material segue para análise
Fragmentos encontrados na praia de Urussuquara, em São Mateus. Material segue para análise
Foto: Eduardo Dias

Mais duas praias do Norte do ES têm material suspeito de ser petróleo cru. Com isso, são três praias atingidas por óleo: Guriri, onde já foi confirmado ser o óleo do Nordeste, e Barra Nova e Urussuquara que estão em confirmação se são da mesma fonte. Todas as praias estão no município de São Mateus, litoral Norte. Pela ordem de aparecimento, os registros seguem em direção ao Sul do Estado.

O material encontrado em Barra Nova e Urussuquara foi recolhido pelo grupo de monitoramento e enviado ao laboratório para análise, o que deve sair em até 24 horas. Como a quantidade encontrada é pequena, o Ibama informou que não há risco para os banhistas que, inclusive, frequentaram as praias neste sábado.

Os militares da Marinha fazem a verificação de trechos da praia de Guriri. Até o momento não foi avistado óleo em grande quantidade, como ocorreu no Nordeste brasileiro. A Prefeitura de São Mateus montou uma base operacional no balneário para servir de ponto de apoio e observação para a Marinha, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Estadual de Meio Ambiente (IEMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e demais integrantes do Plano de Apoio Emergencial.

>Marinha analisa vestígios de óleo em mais duas praias no Norte do ES

>Chegada de óleo a Guriri deixa cidades do Norte do ES em alerta máximo

Segundo a Prefeitura de São Mateus, a medida que o óleo chegar às praias, as equipes estão preparadas para fazer o trabalho de contenção, recolhimento e armazenamento seguro. A base operacional conta com centro de comando das atividades, ambulância, local de armazenamento de materiais diversos e de equipamentos de proteção coletiva.

O superintendente do Ibama no Espírito Santo, Diego Libardi, explicou que os movimentos da maré influenciaram para que as manchas pulassem a cidade de Conceição da Barra, que fica no limite com Mucuri, na Bahia, e chegassem antes à São Mateus.

Ver comentários