Notícia

Supermercados vão ressarcir quem comprou cerveja da Backer no ES

Superintendente da Acaps detalha ressarcimento e troca de cervejas da Backe

Fábrica da Backer, Minas Gerais
Fábrica da Backer, Minas Gerais
Foto: Gustavo Andrade | Backer | Divulgação

Apesar de o Ministério da Agricultura já ter recolhido todos os produtos da cervejaria Backer de estabelecimentos do Espírito Santo, algumas pessoas já haviam adquirido a cerveja antes da interdição. O fato foi objeto de uma reunião, nesta semana, entre o Sindibares (Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo) e a Acaps (Associação Capixaba de Supermercados) na sede do Procon Estadual. Em entrevista à Rádio CBN Vitória, Hélio Schneider, superintendente da Acaps, explica que esse consumidor pode procurar o supermercado para pedir ressarcimento. 

Durante a entrevista, o superintendente foi questionado sobre o avanço do modelo de "atacarejo" no Espírito Santo, após o anúncio do fechamento das lojas do Makro na Serra e em Vila Velha para dar lugar a unidades desse tipo de negócio, além de grupos capixabas que anunciaram novas lojas. O superintendente diz que esse modelo "caiu no gosto" do capixaba. 

Ouça na íntegra:

Ver comentários