Notícia

Técnica transforma inovação em sucesso

Não basta ter uma boa ideia, é preciso colocar em prática. Canvas ajuda o empreendedor

Ter uma ideia inovadora é sinônimo de sucesso nos negócios? Nem sempre. Para especialistas, é preciso ir além da criatividade para conseguir retorno financeiro. Por isso, eles recorrem a ferramentas que ajudam o futuro empresário – ou mesmo quem já tem uma empresa – a traçar estratégias que evitam erros e indicam o melhor caminho a seguir. Uma delas é o Canvas.

Quem pretende começar com o pé direito deve conhecer esta palavra. O analista do Sebrae Marcondes Caldeira Junior explica que o recurso é muito importante para quem ainda pretende iniciar uma atividade ou deseja reformular a empresa. “É uma ferramenta para organizar as ideias. No caso de quem ainda não abriu a empresa, orientamos que o Canvas seja feito antes do plano de negócios. Para isso, utilizamos post-its, exatamente para facilitar a visualização”, afirma.

O primeiro passo para fazer o Canvas, orienta Marcondes, é levantar informações sobre o produto ou serviço que será oferecido e o mercado onde atuará. A partir daí, é possível preencher os nove tópicos que compõem o sistema: parcerias principais, atividades principais, recursos principais, proposta de valor, relacionamento com o cliente, canais, segmentos de mercado, estrutura de custos e fontes de receita.

As informações podem ser alteradas e corrigidas a qualquer momento. Com esta ferramenta, o empreendedor tem a oportunidade de criar hipóteses e avaliar as condições da atividade antes de colocar em prática. Assim, as chances de erro são reduzidas.

Qualquer setor

Para Marcondes, a técnica pode ser utilizada em qualquer setor da economia, desde prestadores de serviço autônomos até produtores rurais. “Às vezes a pessoa tem uma ideia, mas não sabe qual valor o produto ou serviço deve ter, o que precisa para tocar o negócio. O Canvas ajuda o empreendedor a saber se haverá retorno financeiro”, ressalta.

Para auxiliar neste processo, o Sebrae oferece o curso “Transforme sua ideia em modelo de negócios” (presencialmente ou on-line pelo endereço ead.sebrae.com.br), além de publicações sobre o tema na biblioteca digital pelo site www.es.sebrae.com.br. Para conhecer mais sobre o Canvas, acesse o site www.sebraecanvas.com.

Antes de preencher, faça a si mesmo as seguintes perguntas:

Parcerias principais: Quais são meus principais parceiros? Quem são nossos principais fornecedores? Que recursos cruciais estamos adquirindo de nossos parceiros? Que atividades cruciais nossos parceiros executam?

Atividades principais: Quais as principais atividades exigidas por nossas propostas de valor? Nossos canais de distribuição? Relacionamentos com os clientes? Fontes de receita?

Recursos principais: Quais os principais recursos exigidos por nossas propostas de valor? Nossos canais de distribuição? Relacionamento com clientes? Fontes de receita?

Proposta de valor: Que valor garantimos ao cliente? Que problemas de nossos clientes estamos ajudando a resolver? Que pacotes de produtos e serviços estamos oferecendo em cada segmento? Que necessidades dos clientes estamos satisfazendo? Qual o produto mínimo viável?

Relacionamento com o cliente: Como conquistamos, mantemos e expandimos clientes? Que relações já estabelecemos com os clientes? Como são integradas ao resto do nosso modelo de negócios? Qual seu custo?

Canais: Por meio de quais canais os segmentos de clientes visados querem ser abordados? Como são abordados hoje por outras empresas? Quais funcionam melhor? Quais têm a melhor relação custo-benefício? De que maneira estão sendo integrados às rotinas de clientes?

Segmentos de mercado: Para quem estamos criando valor? Quem são nossos clientes mais importantes? Quais são os arquétipos de clientes?

Estrutura de custos: Quais os custos mais importantes inerentes ao nosso modelo de negócios? Dentre os principais recursos, quais os mais caros? Dentre as principais atividades, quais as mais caras?

Fontes de receita: Por qual benefício (valor) nossos clientes realmente estão dispostos a pagar? Por qual pagam atualmente? Qual o modelo de receita? Quais as táticas de preços?