Notícia

Guarapari além do mar

Com enorme potencial histórico, cultural e ecológico, Guarapari convida a conhecer atrativos que vão além das famosas e inesquecíveis praias

Famosa pelas mais de 50 praias, Guarapari atrai milhões de turistas em busca de sol e de mar o ano todo. Mas, não tão distante do bater das ondas, atrativos ligados à história, cultura e diversidade fazem com que a região ofereça um roteiro ainda mais completo.

Pouco exploradas turisticamente, as rotas histórica, rural e ecológica reservam boas surpresas aos visitantes. A programação alternativa inclui visitas às tradicionais feirinhas da cidade, a região de montanhas, parques naturais e às construções antigas do Centro.

Rota Histórica e Cultural

Alguns exemplos do rico acervo histórico de Guarapari são a Igreja Antiga Matriz, as Ruínas Nossa Senhora da Conceição, o Cemitério São João Batista, o Radium Hotel e a Casa da Cultura.

Cada um deles, a seu modo, ajuda a contar a trajetória da cidade. A abertura do cemitério, por exemplo, é um dos “causos” lembrados pelos mais antigos. Para inaugurá-lo, foi necessário pedir um defunto emprestado a Benevente, atual município de Anchieta.

“Dizem até que isso serviu de inspiração para a novela ‘O Bem Amado’. Não temos como confirmar, mas existe esse rumor”, disse a assessora de Desenvolvimento Cultural, Helione Bacovis.

Pela proximidade geográfica, é possível conhecer as construções durante um tour a pé, com duração média de duas horas. Também há a opção de fazer uma visita monitorada com guias de turismo credenciados (confira no box ao lado).

Rota Rural

Um pouco mais longe, a cerca de 15 quilômetros do Centro, a zona rural da cidade proporciona contato com a natureza, além de um clima de paz e tranquilidade. Por lá, é possível encontrar trilhas, cachoeiras e delícias culinárias produzidas na região. 

A comunidade mais famosa é a de Buenos Aires, onde fica a Cachoeira do Turco, em uma propriedade privada. A área integra a chamada Rota da Ferradura, que começa na comunidade de Boa Esperança.

No caminho até lá, ainda é possível apreciar uma vista panorâmica da cidade do mirante da Pedra do Elefante.

Rota Ecológica

Outra opção é visitar o Parque Paulo César Vinha, uma reserva ecológica que abriga - além de praia - dunas, manguezais, vegetação típica de restinga, mirante e a lagoa dos Caraís - mais conhecida como Lagoa da Coca-Cola, por causa da coloração da água.  

 

 

O parque foi criado com o intuito de preservar uma faixa contínua de restinga, um dos ecossistemas mais ameaçados da Mata Atlântica. Lá, todo o passeio é feito por trilhas, que têm cerca de quatro quilômetros. O acesso é pela Rodovia do Sol, na altura de Setiba.

Também é possível visitar o manguezal presente na cidade, um ecossistema exclusivamente tropical conhecido pelo cinturão verde que o envolve.

De acordo com a prefeitura, o acesso aos atrativos deste circuito estão localizados na região central da cidade. A Escuna Guarapari, que realiza um passeio pela área, fica no entorno do canal.

Feiras

Já as feiras aparecem como uma opção de passeio e compras. Nelas, moradores e visitantes encontram artesanatos e lembranças da cidade. Tradicionalmente, há a Feirinha do Radium Hotel e a Feira Hippie, localizadas na Praça Ciriaco Ramalhete, no Centro.

 A cidade ainda tem outras duas feiras, que ficam na avenida Beira Mar, na Praia do Morro: o Centro Comercial da Onda e o Shopping Praia do Morro.

Durante o verão, também é realizada a Feira Interestadual de Negócios do Artesanato de Guarapari (FEINARTG), que, em 2019, acontecerá no espaço do Siribeira Club, também no Centro, até 27 de janeiro.

Saiba

As visitas monitoradas com guias devem ser agendadas com o departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura e Turismo.

Telefone: (27) 3261-0271

Ver comentários