Saiba onde estão as 7 melhores maioneses temperadas do ES

Com mostarda, com tabasco, com chimichurri... Internautas do Gazeta Online elegeram os points que oferecem a melhor maionese do Estado

Publicado em 12/07/2018 às 20h40

Atualizado em 12/07/2018 às 23h27

especial

No hambúrguer gourmet, no podrão, com batatinha, na coxinha ou até pura, maionese temperada é a rainha absoluta dos capixabas! Em comemoração aos 90 anos da Rede Gazeta, vamos mostrar 90 opções de gastronomia, lazer e arte do Estado, começando agora. O Gazeta Online perguntou em qual lugar do Estado está a maionese mais irresistível. Foram mais de 600 participações e, após uma difícil triagem, selecionamos as sete mais bombadas de norte a sul do Espírito Santo. Confira:

1) Capixabão - Cariacica

Em primeiríssimo lugar, a maionese do Capixabão Burger, em Campo Grande, foi a mais citada pelos internautas. O local é um dos mais tradicionais de Cariacica, e a receita é a mesma há 18 anos, passada de mãe para filho. "É segredo de mãe, por isso é tão gostosa!", conta o chef Marcos Costa. Ele afirma que dona Zenaildes, mais conhecida como Zeninha, é quem faz a maionese até hoje. E não é pouca coisa não, viu? São cerca de 10 quilos do molho produzidos por dia!

A maionese mais citada pelos internautas está em Cariacica
Foto:Bernardo Coutinho
A maionese mais citada pelos internautas está em Cariacica

"A gente faz todo dia, porque não dá para estocar, tem que fazer e comer, fresquinha. E todo mundo pede, muitos pedem até adicional da maionese", conta. A receita é guardada a sete chaves, mas a gente conseguiu duas dicas: leva orégano e cebola!

Hoje o Capixabão tem status de hamburgueria, com lanches gourmet de dar água na boca, repletos de bacon crocante, carne suculenta, uma cebola caramelizada dos deuses e variações de maionese, como a de tabasco e a de chimichurri. Mas mesmo nos tempos de "lanchonete raiz", quando era só uma portinha que fazia entregas, em Campo Grande, a maionese tradicional já era tão querida pelo público que ganhou comunidade no Orkut: "Eu amo a maionese do Capixabão!".

Capixabão Burger

Avenida Getúlio Vargas, 77 - Campo Grande, Cariacica

Contato: (27) 3091-3048

Abre todos os dias das 18h à 0h, exceto às terças-feiras.

2) Hot Dog do Pirel - Vitória

Cachorro-quente em Bento Ferreira, Vitória, tem maionese diferenciada
Foto:Reprodução Facebook
Cachorro-quente em Bento Ferreira, Vitória, tem maionese diferenciada

Uma Towner prata que fica estacionada na Rua Aloysio Simões, em Bento Ferreira, e faz a alegria dos estudantes e trabalhadores todas as noites, com um cachorro-quente caprichado, com tudo o que se tem direito e, claro, aquela maionese temperada inigualável! O hot dog do Pirel foi citado e curtido por dezenas de internautas do Gazeta Online.

O responsável pela receita é Rafael Meneguite, conhecido como Pirel, que começou a vender cachorro-quente no local há sete anos e mantém a qualidade dos ingredientes e a receita da maionese até hoje, sem modificá-la.

"Todo mundo elogia muito a maionese, pergunta a receita, mas não posso passar, é segredo. Quem vem aqui conhecer não se arrepende", afirma. Após muita insistência, ele revelou um dos ingredientes que fazem a diferença: mostarda!

"Produzo cerca de três litros de maionese todos os dias e vai tudo. O pessoal come com o hot dog, com batatinha, é um sucesso", conta.

Hot Dog do Pirel

Rua Aloysio Simões, 540, Bento Ferreira Vitória (em frente à Eteses)

Contato: (27) 99868-1968

De segunda a sexta, das 17h às 22h

3) Rick's Burger - Grande Vitória

Maionese de bacon e maionese temperada tradicional fazem sucesso em point com várias filiais na Grande Vitória
Foto:Divulgação/Ricks Burger
Maionese de bacon e maionese temperada tradicional fazem sucesso em point com várias filiais na Grande Vitória

O Rick's já é um fenômeno nacional. A lanchonete, que começou na garagem de casa, provocando filas de dobrar quarteirões, no bairro Soteco, em Vila Velha, hoje conta com unidades em toda a região Grande Vitória. Além da maionese temperada, a maionese de bacon é uma sensação da casa! 

Rick's Burger

Garagem: Avenida Ministro Salgado Filho, 1672 - Soteco, Vila Velha. De terça a domingo, das 18h às 23h.

Shoppings Praia da Costa/Moxuara/Mestre Álvaro. De segunda a sábado: das 12h às 22h. Domingos e feriados: das 15h às 21h.

4) Kapo's - Vitória

Receita de família faz sucesso em lanchonete tradicional da madrugada na Capital
Foto:Gustavo Louzada/Arquivo
Receita de família faz sucesso em lanchonete tradicional da madrugada na Capital

O Kapo's é o rei da madrugada, uma das lanchonetes mais tradicionais da Capital. No mesmo endereço, na Praia do Canto, desde 1986, quando começou como um trailer no quintal de casa, a lanchonete tem chefs renomados como clientes fiéis. A marca registrada é o molho caseiro, uma receita de família, feito à base de leite, que é perfeito para acompanhar os mais de 30 tipos de sanduíches do cardápio. E sem miséria!

Kapo's Lanches

Rua Joaquim Lírio, 130 - Praia do Canto - Vitória

Telefone: (27) 3227-9212

Terça a quinta – das 18h às 2h

Sextas e sábados – das 18h às 4h

Domingos – das 18h à 1h

Não abre às segundas

5) Boka's Lanches - Linhares

Maionese de lanchonete em Linhares é elogiada pelos internautas
Foto:Divulgação/Bokas Lanches
Maionese de lanchonete em Linhares é elogiada pelos internautas

 Com mais de 10 anos de tradição, a maionese do Boka's Lanches também foi lembrada pelos internautas. Atualmente, o estabelecimento se localiza no Centro de Linhares e atende a uma média de 5 mil clientes por semana, entre moradores da região e turistas. Haja maionese!

Boka's Lanches

Avenida Vitória, 1969 - Centro - Linhares

Telefone: (27) 3264-2144

6) Faísca Lanches - Colatina

A maionese do Faísca, em Colatina, foi muito elogiada pelos internautas. Ingredientes selecionados, hambúrguer caseiro, preços bem acessíveis e tempero especial. Tudo é feito artesanalmente. A lanchonete fica em Moacir Brotas, Colatina.

Faísca Lanches

Avenida das Roseiras. Moacir Brotas - Colatina

Telefone: (27) 3722-5613

7) Diener's Burguer - Cachoeiro

No Sul do Estado, a lanchonete do Diener é sucesso desde 2004, em Cachoeiro de Itapemirim. Hoje, com estrutura maior, mas mantendo a qualidade de sempre, o Diener's Burger é muito frequentado por grupos de amigos, famílias, galera que vai aproveitar o ambiente e as delícias, entre elas a maionese, é claro! Não pode faltar!

Diener's Burguer

Rua Antônio Ganhoto - Aquidaban - Cachoeiro de Itapemirim

Telefone: (28) 3511-1381

OUTRAS DICAS

Foram muitas participações no Facebook do Gazeta Online. Vale a pena dar uma conferida nos comentários e anotar as dicas que acabaram ficando de fora da matéria. Aí é só fazer um tour pelas pracinhas, pelos trailers e pelas lanchonetes do Estado e criar sua própria lista!

CUIDADOS COM A MAIONESE

Maionese é uma delícia, mas quando não cai bem... sai da frente! Rodrigo Scherer, doutor em Ciência de Alimentos, explica que a maionese caseira, diferentemente da industrializada, não contém conservantes e, por isso, pode azedar rapidamente. Como um dos ingredientes principais, em geral, é o ovo, há risco de contaminação por salmonella. Para evitá-la, é bom prestar atenção em alguns pontos antes e depois de comer:

 - Veja se a maionese está gelada. Ela tem que ser mantida em geladeira. Se estiver em temperatura ambiente, desconfie.

- Observe os aspectos gerais: cor, cheiro, gosto. A bactéria produz ácidos e deixa o alimento azedo, diferente do tempero. Qualquer sinal de que está "passada" deve servir de alerta. Melhor não arriscar.

- A maionese precisa ser feita e consumida no mesmo dia. Não dá para estocar nem guardar na geladeira para o dia seguinte.

- O mesmo vale para os sachês que vêm no delivery. Se sobrarem, não adianta querer guardá-los na geladeira para comer depois. Como não têm conservantes, se guardar por dois ou três dias a chance de contaminação é maior. 

E NA DIETA? PODE?

Comer um lanche, uma maionese, se não faz parte da rotina alimentar, não tem problema. Os excessos é que levam a gente a engordar
Rayanne Pimentel, nutricionista

Pode! Dá para comer maionese e ainda ser #orgulhodanutri! Quem garante é a nutricionista Rayanne Pimentel. Segundo ela, tudo é questão de equilíbrio. "Não vejo problema, se for algo pontual. Comer um lanche, uma maionese, se não faz parte da rotina alimentar, não tem problema. Os excessos na rotina é que levam a gente a engordar", afirma.

Para Rayanne, quanto mais natural melhor. "Gosto da ideia de fazer maionese caseira. E hoje em dia a gente tem várias possibilidades: maionese de abacate, maionese de cenoura, maionese à base de alho, que são bem legais e acabam sendo menos calóricas e mais nutritivas que a maionese tradicional caseira, que é basicamente óleo e ovo", afirma.

APRENDA A FAZER

Preparar a maionese temperada é simples e rápido. Veja o passo a passo.

Maionese à moda

Maionese de alho

 

Compartilhe



Mais no Gazeta Online