Sandy volta ao Estado com show da turnê "Meu Canto"

Cantora se apresenta em Vila Velha no sábado, um ano depois da última visita

Publicado em 11/10/2017 às 06h57

Atualizado em 11/10/2017 às 13h59

Foto:Reprodução/Instagram

“Pois quem olha para fora sonha, e quem olha para dentro desperta.” A citação do psicoterapeuta suíço Carl Jung está presente na faixa “Meu Canto”, que dá nome ao último DVD de Sandy, e reflete bem seu momento atual. Cada vez mais segura em sua carreira solo, a cantora retorna ao Estado com sua turnê no próximo sábado (14). Será a última apresentação de “Meu Canto” em terras capixabas.

Sandy volta ao Espírito Santo pouco mais de um ano depois do último show, feito em setembro do ano passado. De lá para cá, a cantora afinou todos os detalhes da apresentação, que considera “redondinha” depois de um ano e meio na estrada.

“Nesse tempo, vemos o que funcionava melhor, o que repercutia mais com o público... Fomos arredondando os detalhes. Gosto de me sentir bastante segura para os meus shows ou qualquer outra coisa. Depois desse tempo, subo ao palco com mais tranquilidade”, diz, em entrevista por telefone ao C2.

Segurança

A confiança no próprio trabalho faz com que a cantora passe a reparar e a aproveitar outros detalhes durante a apresentação. O fato de a parte técnica estar toda em ordem permite que Sandy preste atenção na reação de seu público, detalhe fundamental para ela.

“Posso olhar para os olhos das pessoas, perceber cada reação, curtir o que estou fazendo. Coloco a minha alma ali sem ter que me preocupar com as outras questões”, ressalta, com uma sensibilidade que lhe é peculiar.

Um dos tais detalhes notados foi em relação ao seu público, formado pelos fãs da época da dupla com o irmão, Júnior, e também por uma nova geração. Alguns deles filhos dos que acompanharam o início de sua trajetória artística.

“É muito interessante perceber isso. Alguns apresentaram o meu trabalho para os seus filhos. Acabo tendo um público de crianças, que nem era meu sonho ou meu projeto. E são crianças que não conheceram a minha fase com o Júnior, só de ouvir pela boca dos pais. Mas, no geral, vejo pessoas de 25 a 40 anos, e boa parte já me acompanhava antes da carreira solo”, conta.

Cobranças

As cobranças do público mais antigo já são encaradas com naturalidade pela cantora, que diz saber separar bem as coisas e se sentir livre para montar o próprio repertório.

“Eu já não me cobro tanto. Percebo que essa cobrança existe, sim. Às vezes querem opinar muito no repertório, querem escolher tudo e acham que tenho que cantar aquilo. Mas a vida artística é assim, às vezes os fãs se sentem nesse direito de reivindicar. O que dá, o que cabe no meu show, eu levo em conta. Com o tempo, aprendi a lidar com isso”, revela.

A montagem do setlist, aliás, varia. É certo que os anos de carreira solo já garantiram uma vasta lista de canções, digna até mesmo de causar dúvidas na hora de Sandy enxugar o repertório para levar ao palco.

“Monto de acordo com o que está funcionando mais e principalmente pelo meu gosto. Canto algumas antigas, sim, mas considero mais o que a maioria gosta e o que se encaixa na minha fase atual”, explica.

O show será completo, com cenário e banda. Os fãs podem esperar “Me Espera”, feita em parceria com Tiago Iorc, “Respirar”, “Morada” e Aquela dos 30”, por exemplo.

A apresentação será a última da turnê “Meu Canto” por aqui. A cantora espera encerrá-la agora no final do ano, para começar um novo trabalho em 2018. A rotina de composição de novas músicas e de produção do novo disco deve ser diferente, já que Sandy tem como prioridade os cuidados com o pequeno Theo, de 3 anos.

“Antes eu podia deixar a inspiração fluir e escrever. Fazia as músicas quando a ideia vinha. Agora eu marco um horário com o Lucas (marido, também músico), para produzirmos. O Theo é minha prioridade e eu não abro mão disso. Sou dedicada, essa é minha principal função hoje”, confessa.

A pegada do novo trabalho deve se manter entre o pop, o folk e o “semi-alternativo”, como a própria cantora define.

“Essa é a minha identidade, é o que me toca, o que eu gosto de fazer. A cada dia, essa identidade se solidifica. Me sinto à vontade e segura para isso. Foi o que percebi nesses sete anos de carreira”, conclui.

Sandy apresenta turnê “Meu Canto”

Quando: Sábado (14). Abertura dos portões: 20h. Previsão de início do show: 22h.

Onde: Área de Eventos do Shopping Vila Velha. Av. Luciano das Neves, 2418, Divino Espírito Santo, Vila Velha.

Ingressos: R$ 120 (inteira/ cadeira/setor bronze), R$ 60 (meia/cadeira/ setor bronze),

R$ 140 (inteira/cadeira/setor prata), R$ 70 (meia/cadeira/setor prata), R$ 190 (inteira/cadeira/ setor ouro), R$ 80 (cadeira/inteira/ setor ouro), R$ 600 (mesa para quatro pessoas). À venda nas lojas Jaklayne e Metal Nobre, Soft Modas (Guarapari).

Informações: (27) 3533-2221.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online