Músicos capixabas criam a playlist perfeita para o Dia dos Namorados

Escolhas vão do samba à música clássica

Publicado em 11/06/2018 às 20h26

Foto: Shutterstock
Confira a playlist para os apaixonados

Que a música serve para nos acalmar, nos animar e despertar as mais diversas emoções não é segredo para ninguém. É praticamente unanimidade: todo mundo tem uma música de amor preferida, aquela que mexe com o coração, que faz lembrar alguém especial.

Neste Dia dos Namorados o C2 convocou cinco músicos locais para indicarem músicas perfeitas para a data: André Prando, Gabriela Deptulski (My Magical Glowing Lens), o maestro Helder Trefzger (Orquestra Sinfônica do Espírito Santo), Flávio Borgneth (Banda 522) e Monique Rocha.

A lista vai do erudito ao popular, do amor romântico ao menos idealizado. As sugestões incluem Vinicius de Moraes e Tchaikovsky, sem deixar de lado Belchior, Sérgio Sampaio, e Carne Doce. Confira e inspire-se!

André Prando

Envolvido no processo de produção do novo disco, “Voador”, o músico André Prando escolheu “Coração Selvagem”, de Belchior, e “Tu És o MDC da Minha Vida”, de Raul Seixas. “A do Belchior é uma das mais bonitas que já ouvi na vida, uma declaração de amor certeira. Minha esposa diz que ela é para mim e eu me emociono à vera (risos)”, diz. Já a canção de Raul Seixas, segundo André, se destaca pela letra mais cômica, mas “lindamente cheia de histórias”.

Foto: Guilherme Ferrari
André Prando, músico

Gabriela Deptulski

Vocalista da banda My Magical Glowing Lens, Gabriela escolheu “Eu Te Odeio”, da banda goiana Carne Doce, e “Girl”, do grupo The Internet. “A primeira trata da história de um casamento, tem um clipe bem bonito. Traz uma visão mais realista, madura e interessante do amor, com suas partes boas e ruins”, destaca. A segunda, conforme ressalta Gabriela, é uma bonita tentativa de conquistar uma garota.

Foto: Reprodução/YouTube Escritório
Gabriela Deptulski

Helder Trefzger

O maestro titular da Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo (Oses) elencou “Abertura Fantasia: Romeu e Julieta”, do compositor russo Tchaikovsky, e “Rapsódia Sobre um Tema de Paganini”, de Hachmaninov, também russo. Esta última, lembra Trefzger, chegou a ser tema do filme “Em Algum Lugar do Passado”. “São duas dicas de músicas clássicas que têm a ver com o tema, cheias de sensibilidade”, sugeriu.

Foto: Kristina Gonçalves
Maestro Helder Trefzger

Flávio Borgneth

O vocalista do grupo de samba 522 escolheu “Nova Ilusão”, de Pedro Caetano, e “Quem é do Amor”, de Sérgio Sampaio. “O Pedro Caetano era paulista, chegou a morar no Rio e no Espírito Santo, tem mais de 400 sambas e choros que fizeram sucesso na época de ouro do rádio. A do Sérgio ainda tem uma ligação com o Espírito Santo, é lindíssima”, ressaltou Flávio.

Foto: Bru Negreiros/Divulgação
Monique Rocha

Monique Rocha

A sambista escolheu “Mais Feliz”, de Toninho Geraes, e “Eu Sei Que Vou Te Amar”, de Vinicius de Moraes. Monique revelou que a primeira é “tema” do atual relacionamento dela com o pandeirista Jean Carlos Buquer. “Ele toca no grupo Mais Astral, que chegou a regravar a canção. Já a do Vinicius de Moraes eu sempre canto em momentos especiais. Se me casar um dia, com certeza estará na minha cerimônia”, disse.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online