No compasso do samba, Maria Rita faz show em Vila Velha

Show estava previsto para maio, mas foi remarcado devido à greve dos caminhoneiros

Publicado em 10/09/2018 às 21h18

Foto: Daryan Dornelles/Divulgação
Maria Rita apresenta repertório de inéditas do oitavo disco da carreira, lançado no início deste ano, pela Universal

Maria Rita é categórica ao dizer que foi no samba que realmente se encontrou. A liberdade de transitar por muitos ambientes e por revelar várias facetas na música foi o que conquistou a cantora, que desembarca no Estado na próxima sexta-feira (14), para um show da turnê “Amor e Música”, em Vila Velha. O evento estava marcado para o final de maio, mas a data foi transferida por conta da greve dos caminhoneiros.

A apresentação é baseada no último disco de mesmo nome, o oitavo da carreira de Maria Rita, lançado em janeiro deste ano. Com produção da própria cantora e coprodução de Pretinho da Serrinha, o álbum reúne doze faixas, compostas por amigos e parceiros musicais como Zeca Pagodinho, Marcelo Camelo, Moraes Moreira, Davi Moraes e Carlinhos Brown.

A relação com o samba já é antiga, já que ainda em 2007 Maria Rita deu início a uma trajetória ousada (e muito bem-sucedida) com o lançamento de “Samba Meu”.

“É (no samba) onde me sinto mais plena, completa e relevante enquanto cantora, onde posso mostrar todas as minhas características, não só como intérprete, mas como pessoa. A gaiata, bagunceira, feliz, triste, dramática, dolorida, tem tudo isso ali e eu sou tudo isso também”, confessa, em entrevista ao C2.

A leveza e o fato de se sentir capaz de cantar as dores profundas sem um apelo dramático no samba fizeram com que a filha de Elis se encantasse e passasse a se identificar cada vez mais no meio.

“E eu estou há tantos anos vivendo de samba, de fato, pagando minhas contas com o samba, que me considero sambista sim!”, afirma, sem pensar duas vezes.

Turnê

Iniciada em março, no palco da Fundição Progresso, no Rio, a turnê já mostrou sua força desde o primeiro momento. A maior surpresa para Maria tem sido a reação do público, sempre muito receptivo.

“Os fãs me surpreenderam especialmente na estreia, cantando todas as músicas do show. A estreia da turnê foi próxima ao lançamento do disco e isso nem é muito bem visto porque supostamente não dá tempo para o público comprar o disco e aprender as músicas. Mas os meus fãs cantaram tudo, da primeira à última música do show. Fiquei sem reação. Mentira, eu gargalhei um pouco, tipo ‘que isso?’”, diz, bem-humorada.

No repertório, estarão todas as músicas do disco, como a releitura do hit “Saudade Louca” (famosa na voz de Arlindo Cruz), “Pra Maria” (inédita, escrita por Marcelo Camelo para a cantora), e “Reza”, parceria entre Pretinho da Serrinha, Nego Alvaro e Vinicius Feyjão.

“Não tenho maturidade pra montar repertório de show. Crio laços afetivos com as músicas e no final das contas levo o disco todo para a turnê. Cada música tem sua personalidade e elas são complementares”, conclui.

Maria Rita - “Amor e Música”

Quando: Sexta-feira (14), às 22h30. Abertura dos portões às 21h30.

Onde: Área de Eventos Shopping Vila Velha. Rua Juscelino Kubitscheck, 323, Divino Espírito Santo, Vila Velha.

Ingressos: Área Vip – R$ 140 (inteira), R$ 70 (meia). Mesa para quatro pessoas a partir de R$ 500. À venda no site Tudus.com.br.

Informações: (27) 3533-2221.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online