De casa de festa a cupido, veja histórias de casais formados no Saloon

Muita gente encontrou grandes amores no Saloon, casa noturna da Serra, que fechou as portas no último dia 15 após 18 anos de funcionamento

Publicado em 20/12/2018 às 19h11

Janaina Tomaz e Valdinei Rodrigues: casal formado no Saloon, de Carapina, na Serra
Foto:Arquivo pessoal/Gazeta Online
Janaina Tomaz e Valdinei Rodrigues: casal formado no Saloon, de Carapina, na Serra

Quem disse que uma casa de shows é lugar só para badalar e "ficar". Capixabas como a autônoma Janaina Tomaz, de 28 anos, e o motorista Valdinei Rodrigues, de 36, mostram que, para o amor acontecer, não tem hora nem local. Eles formam apenas um dos casais proporcionados pelo Saloon, casa que era referência na noite country capixaba e que fechou as portas no último dia 15 após 18 anos de funcionamento, no Parque de Exposições de Carapina, na Serra.

Em quase duas décadas de atuação, a casa conseguiu, além de descobrir novos artistas, colecionar histórias de amor que começaram ali e não vão se perder. "Com certeza, vai deixar muita saudade. Sempre que vinha à casa de uma amiga passar férias, a gente ia lá. Sei que era um espaço muito importante", destaca Janaina, que completa: "Lógico que a noite mais marcante que tenho de lá é a do dia em que vi, pela primeira vez, o Valdinei".

Em 2014, a autônoma morava em Barra de São Francisco, no Norte do Espírito Santo, e sempre vinha à Serra visitar uma amiga. Durante sua passagem, ela tirava ao menos uma das noites para curtir as atrações do extinto Saloon. Em uma dessas, acabou encontrando o amor da sua vida.  "Foi em uma sexta-feira, pós-réveillon, há quatro anos", dispara. 

Janaina revela que não foi com o objetivo de conhecer alguém e o primeiro contato que teve com Valdinei foi de apenas um beijo. Ela conta que, depois de ficarem ao bom som sertanejo, decidiram trocar telefones e dias depois já estavam se falando com certa frequência.

"Depois da festa, eu segui a vida normal, voltei para Barra de São Francisco. Depois de uns meses, quando decidimos namorar mesmo, ele ia de 15 em 15 dias e depois eu que vinha. Eu também nunca me imaginei namorando a distância. Mas foi acontecendo e a gente foi deixando", esclarece ela, comentando que eles se casaram e estão juntos há quatro anos.

13/12/2018 - Fachada do Saloon, na Serra. Casa fecha as portas após 18 anos de funcionamento
Foto:Saloon/Site Oficial
13/12/2018 - Fachada do Saloon, na Serra. Casa fecha as portas após 18 anos de funcionamento

MAIS QUE UM CASAMENTO

Quem também tem histórias para contar sobre o local é Ana Paula Ferro, de 37 anos. A auxiliar administrativo tirou do Saloon o pacote completo: uma grande amiga, que sempre a acompanhava nas festas; um marido, que já está com ela há nove anos; e uma filha, de 8 anos. O supervisor operacional Emerson Castro, de 34 anos, é do Pernambuco e, às vezes, vinha ao Espírito Santo a trabalho.

"Em uma dessas ocasiões, ele foi ao Saloon no mesmo dia que eu. Ele ia muito, eu que ia menos. Mas era para acontecer", brinca.

Ana Paula lembra que ainda jogou um charme para cima do atual marido e recusou a primeira oferta que ele fez. Em tom de brincadeira, ela detalha que Emerson quis pagar pelo que ela quisesse durante a noite. "Eu cheguei, ele me chamou para dançar e eu disse 'não'. Em seguida, fui com minha amiga para uma mesa e ele, na hora, se mudou para a mesa que estava ao lado. Ele pediu para o garçom me dizer que, o que eu quisesse pedir, ele pagaria. Mas eu disse que minhas bebidas era eu quem pagava", frisa.

Mas, no fim daquela noite, em 2009, os dois acabaram se beijando e, à época, trocaram seus contatos no extinto MSN - meio de troca de mensagens pelo computador. Emerson acabou voltando para o seu Estado e Ana Paula continuou aqui, mas os dois seguiram com as conversas pela internet.

"Um tempo depois, ele voltou e decidiu que ia ficar. Dois meses depois de nos conhecermos, eu fiquei grávida e assim fomos construindo a nossa história", comenta.

Ana Paula Ferro e Emerson Castro: casal formado no Saloon, de Carapina, na Serra, está há 9 anos juntos e tem uma filha de 8 anos
Foto:Arquivo pessoal/Gazeta Online
Ana Paula Ferro e Emerson Castro: casal formado no Saloon, de Carapina, na Serra, está há 9 anos juntos e tem uma filha de 8 anos

SEGREDO DA RELAÇÃO

Apesar das histórias lindas, os casais contam que passaram por perrengues. Afinal, relacionamentos à distância não são fáceis. Para Janaina, o grande segredo de tudo ter dado certo foi a confiança.

Segundo a autônoma, como ela e o marido se conheceram em uma boate, alguns amigos dele, principalmente, duvidavam que o relacionamento seguiria adiante. "Ele sempre foi muito maduro e, para as nossas famílias, estava tudo certo", justifica.

Era para acontecer. Eu nunca namorei ninguém que conheci em festa e costumava sair, relativamente, pouco
Janaina Tomaz, autônoma de 28 anos que conheceu o marido no Saloon há 4 anos

Aos poucos, os dois foram se acostumando à ideia de dar o passo seguinte no relacionamento e decidiram, em 2016, que era hora de selar o casamento. Nisso, Janaina já havia pensado e chegado à conclusão de que viria morar na Grande Vitória para dar a chance que o amor precisava.

"São quatro anos que estamos juntos e pouco mais de um ano e seis meses de casamento oficialmente. Não nos arrependemos, estamos muito felizes e continuará sendo assim", comemora. Hoje, o planejamento dos dois já vai além: "Queremos filhos (risos). Só não sabemos quando ainda".

Nunca passou pela cabeça do casal, Ana Paula e Emerson, que a cara-metade seria encontrada em uma boate. Mas tudo foi dando tão certo, que o tempo só mostrou que era para ser de verdade.

Ana Paula relata que atualmente, às vezes, os dois gostam de sair para brindar o relacionamento e relembrar os velhos tempos. "Ele gosta muito de dançar e dança muito bem. Mas não saímos como antes. Hoje em dia gostamos mais de um bar de música ao vivo, algo com os amigos em casa... Mas o Saloon vai deixar saudade. Era um ambiente que não tem mais daquele jeito", justifica.

DONO RECONHECE LADO CUPIDO DA CASA

 

 

E a formação desse e de vários outros casais mexem também com o dono do estabelecimento. Em entrevista ao Gazeta Online antes do fechamento da casa, Zezinho Boechat relembrou o lado cupido do Saloon. "É muito orgulho para gente, depois desse tempo todo, reunirmos essa gente toda... Aqui começaram muitos namoros, casamentos e até algumas separações (risos)", contou.

 

 

Das lembranças que mais marcaram, o empresário exalta as amizades feitas. "As grandes amizades feitas aqui por mim, como proprietário. Numa casa igual a essa, a gente não tem objetivo apenas financeiro", destaca Boechat, lembrando a abertura do empreendimento, que iniciou as atividades como restaurante.

"São 18 anos de muitas lembranças. Começamos com o restaurante Ponto do Criador, feito com a intenção de ser restaurante de apoio às feiras realizadas no Pavilhão. Com o passar do tempo, a gente passou a abrir às quintas-feiras. A moda pegou e nunca mais paramos", relembra Boechat.

FUTURO DA CASA

Apesar do fim das atividades do Saloon, o empresário promete: 2019 será um ano de boas novidades. Segundo Zezinho, a casa tem a possibilidade de seguir para novo endereço. "Existe um projeto de que o Saloon será levado para outro lugar, mas só deve acontecer a partir do segundo semestre de 2019. Estamos fazendo consultas para abrir num novo espaço e a tendência é que se continue na Serra", contou ao Gazeta Online.

*Com informações de Erik Oakes

Compartilhe



Mais no Gazeta Online