90 livros serão lançados na Feira Literária Capixaba; veja programação

Evento acontece entre os dias 22 e 26 de maio, na Ufes

Publicado em 21/05/2019 às 15h47

Atualizado em 21/05/2019 às 16h57

O juiz e escritor Felipe Benichio é capixaba e mora em São Paulo
Foto:Arquivo pessoal/Gazeta Online
O juiz e escritor Felipe Benichio é capixaba e mora em São Paulo

Entre os dias 22 e 26 de maio, acontece a 6ª Feira Literária Capixaba (Flic-ES), na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Nesta edição, vão acontecer 90 lançamentos de livros durante a programação. Além das obras, o evento vai promover atividades culturais e apresentações de grupos folclóricos e de dança durante 12 horas por dia.

> Feira literária na Ufes terá de livros a workshops; veja a programação

O juiz Felipe Benichio, que é capixaba mas atua em São Paulo, será um dos escritores a lançar sua obra durante a feira. Ele escreveu "O Último Escritor", seu segundo livro, que é um romance e conta a história de cinco amigos. "Os amigos têm uma revista literária durante a faculdade e acabam se separando, terminam os cursos. E o livro se passa quando eles se reencontram, anos depois, por conta de uma das integrantes que volta do exterior", lembra.

É a minha primeira vez na feira e estou muito feliz com a oportunidade. Lancei esse livro na semana passada, em São Paulo, e agora vou lançá-lo no Espírito Santo
Felipe Benichio, juiz e escritor

Segundo ele, as personagens discutem os projetos que desenvolveram ao longo dos anos e, também, falam um pouco de histórias que estão elaborando nesse meio tempo. Por isso, o escritor adianta que a metalinguagem foi muito usada na obra. "E os temas são variados, então a obra fica rica", conta.

Para o escritor, a inspiração para as obras vêm até de uma cena do cotidiano, quando ele vê e pensa: "Nossa, isso podia ser uma história". A escrita, no caso de Felipe, é um segundo trabalho que tem o papel de fazê-lo viajar com as palavras. "É diferente do Direito. A escrita jurídica não sei se chama tanto a atenção (risos), mas o livro tem que prender o leitor", reitera.

AMPLIAR O PÚBLICO

De acordo com a presidente da Academia Feminina Espírito-santense de Letras, Renata Bomfim, que também é quem coordena o evento na Ufes, a ideia sempre é ampliar o evento tanto na oferta quanto na prospecção de potenciais visitantes. Isso porque ela enxerga que, a cada edição, mais jovens e adultos se interessam pelos temas tratados e a escolha da diversidade, desta vez, chegou em boa hora. "Para valorizar todo mundo que escreve diferentes gêneros, faz diferentes atividades e promove jeitos distintos de alguma cultura", corrobora.

Para ela, a edição de 2019 da feira será a mais ousada, mas também deve ser a que mais reunirá público. "Esperamos mais de 10 mil visitantes durante toda a programação. Esse é o número que já recebemos em edições anteriores. Como dessa vez estamos maiores, a expectativa é de que esse número aumente naturalmente", relata, indicando que a Flic abrigará cerca de 90 lançamentos de livros e também dezenas de apresentações de dança e música ao longo das 12 horas diárias de evento. "Temos 400 pessoas envolvidas na produção para poder dar conta de tudo e todos estamos bem confiantes", reitera.

A presidente pondera que também já recebeu confirmação de, ao menos, 70 ônibus programados para visitar o evento. O transporte levará estudantes do ensino público do Espírito Santo para conhecer o local e tudo o que ele tem para oferecer. "Nosso interesse é que esses jovens virem assíduos da Flic. Queremos cativar e estamos vendo no nosso histórico que isso está acontecendo", comemora.

PROGRAMAÇÃO

A programação completa do evento pode ser conferida no site da Flic-ES

Veja a programação da Feira de Literatura Capixaba 2019

SERVIÇO

6ª Feira de Literatura Capixaba (Flic)

Local: Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) (Av. Fernando Ferrari, Goiabeiras, Vitória)

Data: de 22 a 26 de maio de 2019, das 9h às 20h

Ingressos: entrada franca para toda a programação

Compartilhe



Mais no Gazeta Online