Fenômeno pop, cantor Gaab lança seu primeiro registro ao vivo

"Positividade" foi gravado em Salvador em show para mais de 30 mil pessoas

Publicado em 03/06/2019 às 14h59

Atualizado em 03/06/2019 às 14h59

Foto: Enrique Gonzalez
Gaab, nova aposta do pop brasileiro

Não é exagero dizer que a música está no DNA de Gaab. Aos 20 anos, o primogênito do pagodeiro Rodriguinho desponta como um dos fenômenos da música pop brasileira e acaba de lançar “Positividade”, seu primeiro projeto com álbum e DVD ao vivo.

Gravado na Praça da Cruz Caída, no histórico bairro do Pelourinho, em Salvador, o show de gravação reuniu mais de 30 mil pessoas. A escolha pela capital baiana não foi à toa: é por lá que o jovem cantor e compositor paulista tem a maior base de fãs.

“Foi até uma loucura da minha cabeça, mas quando chegou o dia, todo mundo entendeu. Desde a primeira vez que estive em Salvador foi muito legal, muita gente foi me assistir, ficou gente para fora do show. Salvador fez jus a essa escolha. Esperávamos de 4 a 5 mil pessoas e foram quase 35 mil”, derrete-se o simpático rapaz, em entrevista por telefone ao Gazeta Online.

Leia também

O novo DVD vem para encerrar um ciclo da carreira do cantor, que selecionou 18 faixas como “Cuidado”, “Pressentimento” (com participação do MC Livinho), “Uma Dança” (com participação de Negra Li), além de “Só Por Hoje”, em parceria com MC Hariel, e “Seu Amor”, em que divide os vocais com o próprio pai, Rodriguinho.

O músico conta que a seleção de participações foi feita de forma natural, com base nas parcerias que já existiam desde o início de sua carreira. “Fui leal a quem fez parte deste ciclo da minha vida. Sempre fui muito próximo do Livinho, do Hariel... assim como sempre fui muito fã da Negra Li e cantar com ela foi a realização de um sonho. Já meu pai, nem tenho como falar. É meu ídolo”, confidencia Gaab.

A relação com Rodriguinho, aliás, é de confiança e companheirismo, conforme o rapaz conta à reportagem. Foi o pai, inclusive, que deu uma base maior ao filho durante suas primeiras produções. “Temos um projeto juntos, o ‘Legado’, que nos trouxe uma proximidade ainda maior. Passamos a conviver mais, ele produziu o DVD junto comigo, queria essa companhia pela minha inexperiência, e foi ainda mais especial trabalhar em família neste caso”, diz.

O jovem, que contabiliza mais de 2 milhões de ouvintes mensais no aplicativo de streaming Spotify, tem bastante familiaridade com o pagode, por motivos óbvios, mas optou com um caminho diferente ao alcançar a maioridade, indo atrás de referências que vão do r&b ao funk, passando também pelo rap. “Tenho um apelo mais pop hoje em dia, mas misturo funk, pagode, um pouco de tudo”.

Frenético em suas produções, Gaab ressalta que estava esperando lançar este projeto para dar sequência a um novo ciclo na carreira. Por isso, assim que lançou “Positividade”, já começou a dar os primeiros passos em direção ao próximo trabalho, que ainda deve demorar pelo menos seis meses até ficar pronto.

“Agora vou focar na divulgação do DVD e do single ‘Nem Me Viu’, mas em breve vou estar mais focado já na próxima empreitada”, conclui o músico.

CONFIRA

Positividade. Gaab. Universal Music, 18 faixas. Disponível nas principais plataformas de streaming.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online