MC se defende após ser acusado de fazer apologia ao estupro em música

Bastou MC Livinho lançar sua nova música, "Covardia", na última segunda-feira (28), para receber uma enxurrada de críticas nas redes sociais

Publicado em 31/08/2017 às 14h51

Foto: Reprodução
MC Livinho é acusado de machismo devido ao teor da música "Covardia"

Bastou MC Livinho lançar sua nova música, "Covardia", na última segunda-feira (28), para receber uma enxurrada de críticas nas redes sociais. Diante da repercussão negativa em relação ao funk, que tem versos como “vou abusar bem dessa mina”, o cantor se defendeu através de um vídeo postado no seu perfil no Facebook. De acordo com o artista, a letra da canção não tem conotação machista ou de apologia ao estupro.

“E aí, família mimimi? Estou aqui para falar para vocês que essa música não tem nada a ver com abuso, essas paradas, não. Quem me conhece sabe minha índole, meu caráter, e a minha criatividade. Gosto de usar letras diferentes, de ser diferente. Se você for chamado atenção por essa música, ouça essa música e vai ver que não tem nada a ver com abuso, não tem nada a ver com invasão de privacidade, atentado ao pudor, nada a ver. .Estou aqui só para informar que a letra fala de um cara que conheceu uma mina e a primeira vez não foi tão prazerosa para ele porque ele acabou não controlando a emoção e acabou sendo muito rápido. Na segunda vez, ele vai e abusa do beijo, do corpo da menina, mas tudo num bom sentido, no sentido figurado. Na visão das pessoas que interpretaram do jeito certo, é uma relação melhor, entendeu?”, disse Livinho.

Leia também

No Twitter, as manifestações de repúdio não cessaram após a defesa de Livinho.

“Pesada demais a nova música de Livinho”, escreveu @dossantosjr. “O que mais me deixa p... é que muita gente bate palma para esse babaca”, postou @vanubiaclose. “Se algum dia já te escutei, me arrependo. Machismo e estupro aqui não!”, criticou @luma_mp.

Compartilhe



Mais no Gazeta Online